Governo de São Paulo prevê linha 13-Jade até Bonsucesso a partir de 2024

Estação Guarulhos-Cecap é a primeira da cidade vindo de Engenheiro Goulart, em São Paulo - Foto: Nicollas Ornelas

Segundo reportagem do jornalista Adamo Bazani, no Diário do Transporte, a partir de 2024 os moradores da região de Bonsucesso terão uma estação-terminal da
Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) à disposição.

Isso é o que aponta uma apresentação de março da Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) à qual Bazani teve acesso. A Secretaria de Transporte do Governo do Estado diz que “desconhece o relatório”.

Segundo o documento, a estimativa de investimentos na CPTM, Metrô de São Paulo, rede de ônibus da EMTU e corredores é de R$ 43,9 bilhões entre 2019 e 2022. Deste valor, R$ 29,1 bilhões serão recursos diretos do Governo do Estado de São Paulo e R$ 14,8 bilhões da iniciativa privada, por meio de Parcerias Públicos Privadas
(PPPs) e também concessões.

A linha 13-Jade, cuja estação fica na região do Aeroporto Internacional de Guarulhos, será prolongada até Bonsucesso em etapas. O novo trecho terá 9,5 quilômetros de extensão, quatro estações e vai atender 233 mil passageiros que passarão a usar a ligação. Os custos devem ser de em torno de R$ 1,66 bilhão.

Pela estimativa, as estações devem ser inauguradas de forma alternada. Em 2022, está projetado o início do funcionamento da Estação Aeroporto Terminal 2. A estação seguinte, São João, tem previsão para 2024. Já a próxima estação no trajeto, Presidente Dutra, é prevista para 2023. O terminal em Bonsucesso ficaria para 2024, ainda de acordo com a estimativa na apresentação.

Serão 4 novas estações: Aeroporto Terminal 2, São João, Presidente Dutra e Bonsucesso

*Com informações do Diário do Transporte

Outro lado
Em nota enviada ao Click Guarulhos, a Secretaria de Transportes Metropolitanos do Governo do Estado informou que “desconhece o relatório divulgado sobre investimentos da pasta e que Projetos e obras da Secretaria estão em fase de reconhecimento pela nova gestão para a definição de prioridades.”