Guarulhos tem mais homicídios de adolescentes na Grande SP

Reportagem das jornalistas Cíntia Acayaba e Marina Pinhoni, no portal G1, mostra que, embora tenha caído o número de homicídios no estado de São Paulo, o índice de mortes violentas de adolescentes aumentou nos últimos dez anos. Os dados são do Comitê Paulista pela Prevenção de Homicídios na Adolescência.

” De 2008 a 2017, a taxa geral de homicídios por 100 mil habitantes caiu de 15,3 para 10,6. Nesse mesmo período, no entanto, a taxa de homicídios de adolescentes de 15 a 19 anos passou de 19,1 para 19,6, segundo o levantamento feito pelo comitê”, cita o G1.

Na estatística por cidades, a Baixada Santista teve em 2017 os maiores índices de violência contra adolescentes: 80,43 por 100 mil habitantes, em Cubatão, e 60,38 por 100 mil em São Vicente. No Vale do Paraíba, está Guaratinguetá no nada honroso segundo lugar, com 61,65.

Triste saber que, em números absolutos, de 2008 a 2017, Guarulhos só teve menos assassinatos de adolescentes na Região Metropolitana do que a cidade de São Paulo: enquanto a Capital registrou 2.359 adolescentes mortos, Guarulhos teve 355. Ainda na Grande São Paulo, houve 162 mortes em Osasco e 147 em Diadema. No interior, Campinas aparece com 195.