IMC: Entenda como usar o cálculo do Índice de Massa Corpórea de forma adequada

Suba na balança e marque seu peso. Depois, veja qual sua altura e anote. Com esses dois dados você pode calcular o seu Índice de Massa Corporal – o IMC. A conta é a seguinte: o valor do peso dividido pelo valor da altura elevado ao quadrado. O IMC é usado para identificar o padrão de composição corporal de cada indivíduo. Foi por meio desse cálculo que a pesquisa Vigitel do Ministério da Saúde apontou que 54% dos brasileiros têm excesso de peso. A endocrinologista Elisiane Leite, explica como é feita a análise do IMC e o que ele indica.

“Esse cálculo vai dar um índice de quilos por metros quadrados. Então ele vai traduzir a sua distribuição de massa corporal essa massa inclui a massa muscular, a massa de gordura, a massa óssea. E com esse cálculo você tem parâmetros para identificar se você está bem com o peso bem distribuído, bem adequado. Ou se você está com falta, abaixo do índice massa corporal recomendado, ou se você está excedendo. Mas em linhas gerais, o índice de massa corporal ajuda muito na identificação da adequação do peso para uma vida saudável”, afirma a especialista.

Mas atenção: essa não é a única forma de dizer se seu peso está adequado ou não, ou mesmo se você desnutrido. Os valores são um tipo de complemento para outras análises, feitas por profissionais de saúde. Por ser um cálculo indireto, ou seja, que não considera o estilo de vida de cada um, deve ser utilizado com atenção. É o que alerta a endocrinologista.

“É muito importante observar que, como ele é um cálculo indireto onde você calcula a divisão do peso pela altura ao quadrado, ele pode muitas vezes não ser verdadeiro. Às vezes o índice de massa corporal alto em uma pessoa que pratica musculação/halterofilismo não pode ser interpretado do mesmo jeito que o índice de massa corporal alto de uma pessoa sedentária que tem um índice de gordura muito maior. Então essa é uma crítica que se faz a usar o índice de massa corporal de forma indiscriminada”, explica.

No geral, são considerados normais os Índice de Massa Corporal entre 19 a 23 Kg/m2. Mas esse resultado só vale para adultos até 65 anos de idade. Crianças e idosos usam outro tipo de cálculo para avaliação. Lembre-se: NÃO TOME NENHUMA ATITUDE em relação a dietas apenas com o cálculo do IMC. Procure auxílio de um profissional de saúde. As Unidades de Saúde oferecem essas avaliações bem como atendimento e palestras de alimentação e qualidade de vida.