Inadimplência com cheques sobe em maio, revela Serasa Experian

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 2,29% em maio de 2015. É o que revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Em abril/15, o percentual de cheques devolvidos havia sido de 2,26%. Em maio do ano passado, a inadimplência com cheques foi de 2,17%.

A devolução de cheques registrada em maio/15 foi a maior dos últimos seis anos para este mês, e a terceira maior de toda a série histórica, iniciada em 1991, perdendo apenas para maio de 2009 (2,52%) e maio de 2006 (2,37%).

Segundo os economistas da Serasa Experian, a elevação da inadimplência com cheques em maio, bem como ao longo de todo este ano de 2015, deve-se aos impactos negativos da alta da inflação, das taxas de juros e do desemprego sobre a capacidade de pagamento dos consumidores, afetando praticamente todas as modalidades de inadimplência, cheques inclusive.

tabela

 

Nos Estados e regiões

Devido ao processo de revisão que está sendo efetuado pelo Banco Central, sobre as estatísticas de cheques compensados ao nível dos estados, a partir de setembro de 2014, retornaremos à publicação do ranking da inadimplência com cheques nos estados tão logo as novas estatísticas oriundas deste processo de revisão estejam disponíveis.