Investimento em saneamento básico é prioridade para o SAAE

Reprodução

O diretor adjunto do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Guarulhos, Marcos Tsutomu Tmai, durante a audiência que discute a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), na Câmara de Garulhos, nesta segunda-feira, 01, afirmou que a autarquia pretende priorizar o investimento em saneamento básico no município.

De acordo com o diretor, as obras devem ser feitas nas regiões periféricas e mais afastadas da cidade, onde atualmente o serviço não é oferecido da forma adequada.

Tsutomu também explicou aos vereadores que o orçamento previsto para o próximo ano é de aproximadamente R$ 780 mi. O diretor destacou que boa parte do orçamento se referente a arrecadação feita através da tarifa de água.

Questionado pelo vereador Guti (PV) o que a autarquia tem feito para combater a possível falta d’água, Tsutomu afirmou que a situação tem sido motivo de muito debate: “a crise hídrica afeta o sistema estadual de abastecimento de uma forma geral. Desta forma, boa parte das ações para prevenir e evitar o problema estão sendo feitas em conjunto com as demais concessionárias do Estado”.

Professora Eneide (PT) perguntou ao diretor sobre a situação da dívida com a Sabesp. Tmai afirmou que atualmente o SAAE tem pago à autarquia estadual cerca de R$ 11 mi por mês referente à dívida – que foi gerada durante anos por causa da diferença de tarifa entre o preço cobrado pela autarquia municipal e o praticado pela Sabesp. O diretor ainda declarou que a quantia foi determinada pela justiça depois de uma longa batalha judicial.

 por Róberson Balsamão