Jornal divulga comissionados ligados ao Xerife; deputado nega

A edição desta quinta-feira da Folha Metropolitana atribui ao deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Guarulhos pelo PRB, Jorge Wilson, conhecido como ‘‘Xerife do Consumidor’’, manter laços com a atual gestão do prefeito Sebastião Almeida (PT), por manter ao menos 15 pessoas indicadas em cargos comissionados, na Prefeitura, com salários que variam de R$ 2.839,56 até R$ 14.840,83.

“Todas essas funções citadas são comissionadas, usadas principalmente como base de troca para apoio político, seja em período eleitoral ou mesmo para conseguir votos favoráveis a projetos da Prefeitura na Câmara Municipal, na qual o PRB preenche uma cadeira. São indicados por Jorge Wilson: Deoclesio Cardoso Dias, Fernanda Leite Fazolari Mens, Harley Castelhano, Jair da Silva, Leocelino Silva Correa, Leonardo Rocha Oliver, Marcos Geraldo da Silva, Nathalia de Melo da Silva, Neuber Miranda Porto, Ricardo Fazolari Mens, Rosangela Adriana Barbosa, Silmara Bispo Xavier, Sterfani Costa de Jesus e Vanessa Aldrey Cavalcanti da Silva. As nomeações com os respectivos cargos estão no Diário Oficial dos dias 18 de dezembro de 2015 e 8 de abril de 2016. O salário mais alto dos indicados de Jorge Wilson é pago para Vera Lucia Gomes da Silva, nomeada coordenadora de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) em 23 de março de 2015. Até mesmo a filha do Xerife, Greyce Kelly Dias Gonçalves de Mattos, atuou como assessora de gabinete”, diz a reportagem.

O jornal também ressalta que o próprio ‘‘Xerife’’ foi diretor executivo do Procon, de 2009 a 2014, também na gestão Almeida, e que, nos bastidores das eleições deste ano, Jorge Wilson é visto como possível apoiador do PT no segundo turno, caso fique fora da disputa.

Na pesquisa Ibope divulgada pela Folha Metropolitana no dia 7 deste mês, o Xerife aparece com 8% das intenções de voto; Eli Corrêa Filho teria 17%, tecnicamente empatado com o ex-prefeito Elói Píetá (PT), que teria 16%.

Praticamente todos os partidos que declararam apoio a Jorge Wilson fazem parte da base de apoio parlamentar do prefeito Almeida.

Outro lado

Ouvido pela reportagem da Folha Metropolitana, Jorge Wilson nega que tenha ascendência sobre esses cargos comissionados. Segundo ele, se a administração manteve as pessoas na equipe depois que ele deixou o Procon, deve ser porque têm competência.

Quanto a vir a apoiar o candidato do PT, respondeu que crê que ele sim é que estará no segundo turno.