Lar Madre Regina entrega primeira fase da revitalização do espaço

Conveniado à Prefeitura de Guarulhos e gerenciado pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), o Lar Madre Regina promoveu nesta quinta-feira (9) a cerimônia de entrega da primeira fase da revitalização do espaço, localizado na Ponte Grande, que estava em reforma há quase um ano. Fundado há mais de duas décadas, o Lar é uma das maiores instituições de acolhimento de idosos em vulnerabilidade na cidade.

As obras de revitalização foram realizadas a fim de deixar o ambiente mais acolhedor e humanizado para os 80 idosos que vivem no local. A unidade agora conta com um jardim mais convidativo, solário, capela com nova pintura e reforma no altar, com ampliação da Sala de Fisioterapia, postos de enfermagem que melhor atendem às necessidades dos pacientes, criação da Sala de Terapia Ocupacional e da Sala do Idoso Digital.

O projeto de revitalização e modernização desta primeira fase do Lar Madre Regina, avaliado em aproximadamente R$ 800 mil, foi financiado pela ACSC e por doações de empresas parceiras e voluntárias. “Esta modernização é importante para melhor acolher os 80 idosos residentes e trazer ainda mais conforto, aconchego, qualidade de vida, beleza e segurança aos residentes da instituição, sendo uma iniciativa que só foi possível de ser concretizada por conta dos parceiros e voluntários atuantes. Ao transparecer a forma com que a humanização é tratada dentro do Lar, esperamos que inspire novos parceiros e doações em prol de nossos residentes”, disse Sérgio Vallim, diretor executivo do Lar Madre Regina.

O secretário de Assuntos Difusos, Lameh Smeili, enalteceu o trabalho realizado pela instituição. “Estamos muito felizes e orgulhosos em ver o trabalho que o Lar presta. Tenham certeza que lutamos para que projetos como esse tenham mais atenção e carinho por parte do poder público e esse governo está comprometido com a valorização da vida. Nós estamos investindo em ações para fomentar medidas que prolonguem a qualidade de vida da nossa população”, ressaltou Smeili.

Já o secretário de Desenvolvimento e Assistência Social, Alex Viteralli, mencionou a importância dos projetos sociais para a garantia de direitos. “Mais que uma reinauguração estrutural, vemos aqui o fortalecimento de vínculos com a melhor idade. Isso é resgatar a pessoa idosa do limbo da sociedade e enaltecer a dignidade humana. É dar amor, carinho, afeto e todas as outras necessidades que carecem. Ressalto que nossa pasta, responsável por essas questões de instituições de longa permanência, zela cada vez mais pelo direito da pessoa idosa”, salientou.

“Alguns chamam de idosos, outros os de denominam de pessoas idosas. Eu costumo chamar de jovens há mais tempo. Precisamos tratar bem esses jovens e torná-los felizes, num ambiente agradável. Estamos trabalhando incansavelmente. Os dias cada vez passam mais rápido e nossa sociedade precisa pensar nisso, pois em 2050 a faixa etária do nosso país vai inverter. Teremos mais pessoas acima dos 60 anos do que crianças. Então, novos modelos, novas formas de fazer, precisam ser desenvolvidas e nós, como técnicos, temos esse desafio”, afirmou o diretor corporativo da ACSC, Cesar Paim.

Serviço:
Para ajudar o Lar Madre Regina, seja com doações de alimentos, fraldas geriátricas, produtos de higiene pessoal ou em espécie, acesse: https://larmadreregina.org.br/doacao/.