Leite distribuído pela Prefeitura é vendido via redes sociais

Grupos do Facebook criados para integrar moradores de bairros e facilitar a venda de objetos de uso pessoal estão sendo usados indevidamente para comercializar pacotes de leite em pó que foram distribuídos pela Prefeitura a alunos da rede municipal de ensino.

No grupo Feira do Rolo de Guarulhos e Região, por exemplo, um internauta postou mensagem propondo-se a comprar leite em pó e alegando que poderia ser do que é entregue pela Prefeitura. Não demoraram a surgir pessoas ofertando o leite por R$ 15 o pacote e até por R$ 10.

A página Guarulhos em Rede publicou a denúncia e vários internautas manifestaram-se, condenando a prática, que se configura crime, ainda que os valores sejam inexpressivos e quem o comete alegue ser seu direito usufruir do benefício como melhor entender.
Uma das pessoas que oferece o leite identifica-se apenas como Juhh Silva e em vez de foto coloca um desenho no Facebook, o que impede de saber sua verdadeira identidade. Um detalhe importante chama a atenção nesse perfil: consta que ela é assistente administrativo na Prefeitura de Guarulhos.

Consultado a respeito pelo Click Guarulhos, o administrador do Grupo, Marco Antonio de Oliveira, afirmou que tem 60 mil internautas cadastrados, que as ofertas são alimentadas a cada poucos segundos e, assim, não há condições de ele filtrar o que os participantes postam. Mas que, diante de denúncias pontuais, eliminaria quem age em desacordo com a lei.

O Click repassou a ele as imagens que aqui estão sendo postadas e ele garantiu que excluirá essas pessoas do Grupo.

Há informações de que outros grupos do Facebook também têm mensagens comercializando leite da Prefeitura.

Anticoncepcionais também

Uma internauta encaminhou ao Click Guarulhos imagem de postagem na qual uma mulher oferece caixas de amostra grátis de pílulas anticoncepcionais, o que também configura crime.