Maestro João Carlos Martins fez palestra em evento da Apas, no Itaquerão

Eu e a jornalista Tamiris Monteiro, da equipe da Carleto Comunicação, tivemos a oportunidade e a honra de assistir a palestra do maestro João Carlos Martins, no evento de lançamento da feira Apas Show 2018, promovido pela Distrital Leste da Associação Paulista de Supermercados.

O lançamento se deu na Arena Corinthians, em Itaquera, incluindo coquetel, dados sobre o ramo supermercadista na região, doação da Diretoria de Responsabilidade Social a uma instituição beneficente local; a palestra do maestro, exibição de vídeos e coquetel de confraternização ao final.

O maestro João Carlos descreveu situações difíceis que viveu desde a infância, acidentes que sofreu, assalto, as enfermidades e todos os motivos que teve ao longo da vida para desistir da música, bem como os fatores que o levaram a perseverar.

Um dos casos relatados citou o pugilista campeão Eder Jofre, que havia desistido do boxe e foi incentivado por Martins a retornar aos ringues; voltou e conquistou novos títulos. A vitória de Eder fez com que o maestro repensasse a decisão que havia tomada de não mais tocar piano.

As inúmeras cirurgias e os diversos tratamentos, viagens, concertos em vários países, a descoberta de novos talentos, foram descritos por ele, para uma plateia atenta e emocionada.

Não resta dúvida de que o grande feito de sua vida foi ter capitaneado a criação da Fundação Bachiana, que inicialmente contou com duas orquestras: a Bachiana Filarmônica, formada por músicos profissionais de alto gabarito, e a Bachiana Jovem, constituída por talentosos jovens musicistas, recém-formados ou ainda estudantes. No início de 2009, as duas orquestras se uniram, formando a Orquestra Filarmônica Bachiana Sesi-SP, composta por 45 músicos oriundos da Bachiana Jovem e 20 músicos da Orquestra Bachiana Filarmônica.

Com apoios diversos, as orquestras jovens foram se multiplicando pelo Brasil todos, muitas delas em comunidades muito carentes, levando para a música jovens que poderiam ser cooptados pela criminalidade e, ao mesmo tempo, popularizando a música clássica.

Ao final, o maestro contou casos pitorescos que aconteceram com ele, desde a juventude, arrancando entusiasmadas gargalhadas do público.

Registro meu agradecimento e o da Tamiris à Apas Distrital Leste, pelo convite e pela oportunidade ímpar de assistir à palestra na primeira fila do auditório da Arena Corinthians. Nossa gratidão também, pela acolhida a nós proporcionada pela Diretoria, tendo à frente o presidente Pedro Celso Gonçalves, o vice-presidente Pedro Lopes Brandão e a vice-diretora de Responsabilidade Social, Maria do Rosário Lopes (foto).