Para tentar baratear o orçamento de um CD, muitos artistas acabam ignorando esse importante procedimento. Mal sabem que é com a produção musical que podemos evitar que mais dinheiro seja gasto ou simplesmente que o pouco usado seja desperdiçado. É com esse planejamento que fazemos cada centavo valer a pena e tirar o melhor com o que temos. Como é um assunto muito extenso coloquei abaixo os tópicos mais importantes para o projeto fluir da melhor forma possível.

1 – Seleção de repertório

Não tem como gravar um disco legal com música ruins. Portanto o artista manda para o produtor um número “x” de músicas e desse material é filtrado e apenas de 8 a 12 músicas entrariam. É necessário desenvolver um conceito para o CD, conectar as músicas artisticamente falando, para que possa soar como uma obra integra completa.

2 – Trabalhar as estruturas das músicas

O produtor vai verificar por exemplo, se a introdução de determinanda música está muito longa, ou se o refrão daquela outra música repete demais, dessa forma achamos a estrutura ideial para cada música.

3 – Arranjos

Não tem boa mixagem com um bom arranjo.  O arranjo tem que ser bem feito para que não haja disputa de volumes, excesso de instrumentos ou falta de dinâmicas na música. Tudo deve soar da melhor forma possível. E se não planejar bem cada instrumento aqui, não será a edição ou a mixagem que salvará o projeto. Geralmente esses arranjos são feitos em uma demo ou durante os ensaios da banda, dai o acompanhamento do produtor é muito importante.

4 – Letras

As letras são muito importantes, porque as pessoas se identificam muito com as palavras e o conteúdo citado. Dependendo da música a letra é a coisa mais importante ali dentro. Por isso repassar e verificar como estão elas é imprencidivel.

5 – Programações de agenda

Fazer uma agenda é muito importante, porque a maioria dos estúdios profissionais cobra por hora de gravação, por isso é preciso organização para tirar o maior proveito desse tempo.

6 – Direção de gravação

Escolha dos microfones para a gravação, escolha dos instrumentos para gravação, fazem uma enorme diferença no projeto como um todo, pois as vezes uma música precisa de um determinando instrumento.

8 – Direção de performance

Ver como cada instrumentista vai tocar cada musica

Se o cara tocar mal não tem som bom. As pessoas acreditam que equipamento bom faz o som ficar bom, mas se o músico não tocar legal não tem jeito

9 – Edição/Mixagem/Masterização

São procedimentos mais técnicos, caso não seja feito pelo produtor em si, o mesmo deve acompanhar todos os procedimentos e assegurar o som final do projeto.