Mau cheiro de córrego está insuportável

Há muitos anos, quem reside ou trabalha nas imediações do córrego dos Japoneses, ao longo das paralelas da avenida Brigadeiro Faria Lima e, depois, no trecho do Macedo, convive com o mau cheiro exalado pelo esgoto a céu aberto em que se transformou esse canal.
Nos dias quentes e secos, como têm sido os mais recentes, o odor desagradável se acentua. Hoje, quarta-feira, especialmente, após tantos dias sem chuva, o mau cheiro está insuportável.
Como a construtora OAS desistiu da Parceria Público-Privada que havia assinado com o Saae para construir novas estações de tratamento e os coletores-tronco de esgoto, cessam as esperanças de que o problema seria revertido a médio prazo.
Resta a expectativa de que a Sabesp assuma o tratamento de esgotos de Guarulhos, em troca da imensa dívida qu a autarquia municipal tem perante a empresa estadual, pois, se depender de recursos do Saae, Guarulhos ainda terá de conviver por muito tempo com esse fedor que tanto incômodo causa à população.