Ministro do STF declara-se suspeito de julgar caso por ter inimizade com Gilmar Mendes

O site Jota, especializado em notícias sobre o Poder Judiciário, divulgou que o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, expressou em um processo sua inimizade com o colega Gilmar Mendes. Ele se declarou suspeito para julgar uma reclamação na Corte, que teve origem em queixa de uma empresa contra despacho de Mendes.

Marco Aurélio recorreu ao Código de Processo Civil. ” Impugna-se, nesta reclamação, pronunciamento formalizado por ministro do Supremo com quem tenho relação de inimizade. Ante o contexto e o versado no artigo 145, inciso I, do Código de Processo Civil de 2015, assento a suspeição para atuar enquanto julgador”, escreveu o ministro, em decisão do dia 28 de maio.

A Corte manteve a decisão de Gilmar Mendes contra a empresa.