Moradias desocupadas são demolidas por decisão judicial no Novo Recreio

Vista aérea das casas demolidas no Novo Recreio - Foto: Divulgação/PMG

Um total de 450 das 534 moradias desocupadas em área de preservação permanente no Novo Recreio foram demolidas em cumprimento de decisão judicial. A ação foi realizada pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos, em iniciativa coordenada pela Pasta de Habitação. Segundo a Prefeitura, o local será revitalizado pela Secretaria de Meio Ambiente, que plantará cinco mil mudas de árvores nativas da mata atlântica, também obedecendo ordem da Justiça.

A ação foi comentada pelo secretário de Habitação, Silvio Figueiredo. “Apesar das remoções realizadas, a Prefeitura trabalha no sentido de diminuir os impactos para a população atingida com o apoio do corpo técnico social, bem como com a possibilidade de promover a regularização fundiária nas áreas em que for possível”, afirmou o gestor.

As famílias que viviam antes no local foram encaminhadas para conjuntos habitacionais nos Pimentas em 2018. Outras 40 famílias que se encontram na parte baixa também estão sendo removidas e encaminhadas à locação social, pois suas moradias correm risco de serem afetadas pela demolição.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Guarulhos