O juiz federal Sérgio Moro aceitou na manhã desta quinta-feira, 1º, o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para chefiar o Ministério da Justiça, após reunião no Rio de Janeiro.

Após o encontro, Moro divulgou nota dizendo que aceitou “honrado” o convite. Moro disse, ainda, que aceitava o cargo com “certo pesar” pois terá que abandonar a carreira de juiz após 22 anos de magistratura.

“No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão”, escreveu Moro.