O jornalista Goulart de Andrade morreu na madrugada desta terça-feira, 23, aos 83 anos, em São Paulo. O jornalista sofria de problemas no sistema cardiorrespiratório que foram agravados nos últimos dias. O carioca tinha 61 anos de profissão, nos quais atuou como jornalista, publicitário, radialista, ator, diretor de cinema e TV e também como empresário de comunicação.

O jornalista comandava o programa Vem Comigo, na TV Gazeta, no qual estudantes de jornalismo ouviam histórias de sua carreira. Goulart de Andrade também esteve a frente do extinto programa Comando da Madrugada no final da década de 1970, da TV Globo.

Goulart era casado com Margareth Bianchini, com quem viveu nos últimos 13 anos e com quem não teve filhos. Ele deixa três filhos, três netos e uma bisneta.

O velório será na tarde de hoje na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, a partir das 14h30.

Geneton Moraes Neto

Geneton Moraes Neto morreu nesta segunda-feira, 22, aos 60 anos, vítima de um aneurisma da aorta. Geneton estava internado desde maio na Clínica São Vicente.

Segundo informações da TV Globo, onde Geneton trabalhava, ele deixa a mulher, três filhos e quatro netos. Nascido no Recife, em 13 de julho de 1956, trabalhou por mais de 40 anos no jornalismo.

No jornalismo impresso, passou pelo Diário de Pernambuco e Estado de S. Paulo. Na TV Globo, foi editor e repórter nas sucursais do Nordeste e do Rio de Janeiro. Depois, foi editor executivo do Jornal da Globo e do Jornal Nacional, além de editor-chefe do Fantástico.

Além disso, foi correspondente da GloboNews e do jornal O Globo em Londres. Desde 2006, estava à frente do programa Dossiê, na GloboNews.