Imagens do circuito de segurança do Templo de Salomão, no Brás, mostra o momento em que uma motorista atropela fiéis que aguardavam o início do culto no estacionamento da igreja na noite deste domingo, 16. Duas mulheres morreram.

Dilza Maria Chianca, de 61 anos, que perdeu o controle do veículo, foi presa em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e lesão corporal culposa. Outras quatro pessoas ficaram feridas, entre elas, uma criança de 7 anos. Dilza não tinha consumido bebida alcoólica.

Iraci da Silva Fabri, 48 anos, sargento reformada da Polícia Militar, e a estudante Rosemeire Rodrigues Gunter, de 39 anos, morreram. Os feridos foram encaminhados para hospitais da região e não correm risco de morte.

A Igreja Universal do Reino de Deus emitiu nota: por volta das 18h deste domingo (16/10), uma frequentadora do Templo de Salomão que chegava para participar de um culto, perdeu o controle de seu veículo semiautomático no segundo subsolo do templo, atropelando sete pessoas. As autoridades já periciaram – e liberaram – o local e estão investigando as circunstâncias que levaram a condutora a perder a direção quando manobrava seu veículo.

Dilza passará por uma audiência com o juiz ainda nesta segunda-feira, 17, para decidir se continuará presa.