Munícipes questionam corte de árvores saudáveis em área particular no Macedo

Moradores de condomínios situados no bairro Macedo estão inconformados com o corte de árvores gigantescas que estavam em um terreno particular situado entre a avenida Mariana Ubaldina do Espírito Santo e a rua Cônsul Orestes Corrêa. A reportagem do Click confirmou que uma moto-serra é acionada durante todo o dia e uma escavadeira está retirando as raízes e troncos.

Há relatos de que árvores frutíferas foram cortadas.
Segundo moradores, a Prefeitura teria autorizado o empreendimento no local, mesmo com danos ao meio ambiente, por influência do deputado federal Jorge Tadeu, aliado da administração municipal de Guarulhos. Foi enviado a ele pedido que se manifeste a respeito.
Consultado, o escritório K.I.M. Arquitetura, responsável pela obra, respondeu que tudo foi feito absolutamente dentro da legalidade e que o corte de árvores faz parte de um termo de compromisso ambiental, que prevê o plantio de novas espécies, o que está sendo coordenado por engenheiro agrônomo.
O Click enviou à Assessoria de Imprensa da Prefeitura os seguintes questionamentos.
1) Foi autorizado o corte de quantas árvores?
2) Foram determinadas quais espécies poderiam ou não ser cortadas? Árvores frutíferas estavam incluídas?
3) Quantas novas mudas deverão ser plantadas, de quais espécies e em qual local?
4) Qual o porte do empreendimento que será ali construído e qual a finalidade?
A Assessoria de Imprensa respondeu:
“Em atenção à demanda, a Secretaria de Meio Ambiente esclarece que se trata de área/ empreendimento particular, com a devida autorização para supressão de árvores emitida pela Divisão Técnica de Licenciamento Ambiental da Sema e cujo Termo de Compromisso Ambiental (TCA) determina a compensação ambiental, conforme previsto no Decreto 34633/2017.
Os detalhes sobre números e espécies de árvores removidas, bem como os termos da compensação constam no respectivo processo administrativo disponível na sede da Sema, mediante solicitação por escrito.”
Quanto às informações pertinentes à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, a Assessoria responderá quando as receber.