Os condutores que passam pelo km 213 da rodovia Presidente Dutra, sentido Rio de Janeiro, altura do CD Riachuelo, são obrigados a trafegar por tachões, conhecidos popularmente como tartarugas ou sonorizadores. Apesar de seu uso na transversal ser proibido por Lei, a NovaDutra, concessionária que administra a via, implementou há alguns dias a medida para alertar os eventuais motoristas que estiverem trafegando em velocidade incompatível com trecho em obras.

Segundo apurado pelo Click Guarulhos, os tachões foram colocados na via atendendo a um pedido da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que, pelo visto, não observou a Resolução 600/16, do CONTRAN, que proíbe a “utilização de tachas, tachões e dispositivos similares aplicados transversalmente à via pública”. Os motivos para a proibição são os defeitos causados no pavimento e danos aos veículos.

Esse tipo de dispositivo deve somente ser usado para “melhorar a percepção do condutor quanto aos limites do espaço destinado ao rolamento e a sua separação em faixas de circulação”. Portanto, jamais na forma como está hoje: três fileiras seguidas do dispositivo.

O Click Guarulhos entrou em contato com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para que prestasse esclarecimentos sobre o caso. O órgão informou que houve, de fato, o erro na instalação dos dispositivos. “Já solicitamos a readequação nos termos da resolução 600/16 do CONTRAN”, disse a PRF em nota.

O prazo informado para retirada dos dispositivos foi de até 48 horas.