Novas regras para realização de partos na rede particular entram em vigor

As novas regras para realização de partos na rede particular de saúde começam a valer a partir desta segunda-feira, 6. O objetivo da resolução é o aumento da fiscalização nos hospitais e médicos para diminuir a quantidade de partos cesáreos feitos por planos de Saúde no Brasil.

 

O índice de cirurgias feitas por planos de saúde chega a 84,6% – percentual alto se comparado ao recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

A recomendação é que somente 15% dos partos sejam feitos por cesariana, pois são os números que representam riscos para as mães e bebês caso o parto seja natural.