O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, foi cercado por simpatizantes do governo Dilma no momento em que chegou ao prédio do Congresso Nacional para formalizar um novo pedido de afastamento da presidente nesta segunda-feira, 28.

A Ordem decidiu apresentar um novo pedido de impeachment tendo como base as “pedaladas fiscais”, a renúncia fiscal em favor da Fifa durante a Copa do Mundo de 2014 e a intenção de Dilma de beneficiar um aliado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dando-lhe a prerrogativa de ministro.

Ao mesmo tempo, a 57ª Subseção de Guarulhos da Ordem dos Advogados do Brasil, representada pelo seu presidente, Alexandre de Sá Domingues, protocolizou na Câmara Municipal de Guarulhos pedido para que o Legislativo local vote uma Moção de  Apoio ao pleito do Conselho Federal da entidade. O presidente da Câmara de Guarulhos não se manifestou sobre o pedido da OAB Guarulhos.