Novos terceirizados assumem o HMU e o Hospital da Criança

O prefeito Guti anunciou em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira, 23, os novos gestores do Hospital Municipal de Urgências (HMU) e Hospital Municipal da Criança e Adolescente (HMCA), até então administrados pelo Instituto Gerir, cujo contrato foi rompido na noite da terça-feira (22), após a Administração Municipal identificar inconsistências no atendimento prestado pela organização social à população.

Para escolher os novos gestores, foram consultadas diversas organizações sociais, avaliando as condições técnicas e preços. Após essa análise, a Prefeitura optou por contratar a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Birigui, para assumir a gestão do HMU. Já o IDGT (Instituto de Desenvolvimento de Gestão, Tecnologia e Pesquisa em Saúde e Assistência Social) passa a administrar o HMCA. As duas organizações assumiram as unidades à zero hora desta quinta-feira, 23, e irão administrá-las em caráter de emergência, até 31 de dezembro.

A decisão foi comunicada ao Conselho Municipal de Saúde na quarta-feira. Pela gestão do HMU, a Santa Casa irá receber R$ 4.450.000 por mês, enquanto o IDGT terá R$ 3.950.000 pela administração do HMCA.

“Enquanto fazemos o chamamento para a contratação de novos gestores a partir de janeiro de 2019, contratamos imediatamente duas organizações, a fim de garantir o atendimento à população, após fazer uma ampla análise no potencial de atendimento destas organizações, para ter a certeza de que as duas conseguirão atender às necessidades de nossa população”, explicou Guti.

A Policlínica Paraventi voltará a ser gerenciada pela própria Secretaria Municipal de Saúde.