Obra interdita acesso ao comércio e retorno de moradores na vila Augusta

A obra de substituição do pavimento nas ruas Machado e Francisco Vilano, na vila Augusta, está impedindo o acesso de fornecedores e clientes ao comércio local e, ao mesmo tempo, obrigando os moradores do condomínio Suprema que queiram chegar à região central de Guarulhos a ir pela via Dutra até após o Internacional Shopping para fazer o retorno, um trajeto de mais de 2 km, que poderia ser feito em 100 metros.

A troca do pavimento está sendo feita pela Paupedra, de forma correta, pois, em vez de colocar asfalto sobre paralelepípedos como foi feito indevidamente em muitas vias da cidade, os blocos de pedra estão sendo retirados, para depois serem colocadas as pedras que servem de base para o asfalto.

Os moradores do Suprema, situado na avenida Leonor, não têm alternativa para se dirigir ao Centro de Guarulhos sem utilizar a via Dutra.

Já a loja que fornece cilindros de oxigênio, Mafersol, situada na rua Machado e depósito na rua Dona Otávia, está totalmente ilhada, pois as duas vias de acesso estão fechadas. Clientes têm se arriscado a entrar na contramão na rua Machado, por extrema necessidade, para retirada de oxigênio. Espera-se que as autoridades do trânsito tenham o bom senso de não autuar esses veículos. Clientes do Banco do Brasil também estão impedidos de usar o estacionamento ao lado da agência ali situada.

Tanto o comércio quanto os moradores das ruas afetadas clamam pela agilidade na conclusão da obra.

Em casos como esse, no qual as vias de acesso e de saída são restritas, deveria haver mais planejamento, fechando uma de cada vez, evitando transtornos como o que está sendo verificado ali.

A questão está sendo enviada à Prefeitura e à Proguaru.