Bailarina e pedagoga, Cristiane Cavallari, 39 anos, é proprietária do Ballonné Studio de Dança. Ousada e determinada, resolveu empreender e hoje se sente feliz com o resultado de seu projeto. Ela conta que a ideia de ser empreendedora veio a partir do desejo de fazer algo que trouxesse muita satisfação pessoal. “Só foi possível identificar meu potencial empreendedor quando tudo já estava caminhando”, explica. Feliz também na vida pessoal, Cris é casada com Christoffer Barreto e é mãe de Sabrina, Lucas e Caíque (com apenas 20 dias).

Na infância, a brincadeira preferida de Cristiane era ser professora e bailarina. Assim, ela passou por várias escolas de ballet, mas devido ao alto custo e condição financeira dos pais, cresceu decidida a buscar a Pedagogia como profissão. Aos 16 anos, começou a trabalhar como professora da educação infantil; porém, ainda sem iniciar a faculdade devido à idade. No entanto, a parte financeira pesou e ela precisou buscar algo que desse mais condições para que pudesse realizar seus sonhos e desejos.

O primeiro emprego oficial foi em uma importadora de vinhos, onde passou por quase todos os departamentos durante 19 anos, a maior parte na área comercial. “Acredito que essa jornada foi fundamental para meu aprendizado e somou muito para que me tornasse empreendedora. A vida profissional não é nada fácil: requer dedicação para que se tenha reconhecimento e é, principalmente, muito estressante. Era cobrança de todos os lados (chefes, diretores, clientes) e decidi que seria necessário realizar em paralelo algo de que eu gostasse muito e que me fizesse bem.”

Foi aí que ela escolheu o ballet. No começo ela não tinha intenção nenhuma de abrir algo no segmento da dança, mas se dedicava diariamente, pois as aulas traziam bem-estar e satisfação. As dificuldades físicas (por já estar na fase adulta) só serviram de impulso para que alcançasse seus objetivos. “Até que me vi de frente para dois caminhos: investir na dança (após toda dedicação voltada para o ballet) ou continuar na vida louca da área comercial.”

Com o apoio da família e do marido – que também é seu partner principal – Cristiane conseguiu realizar o sonho de ter uma escola especializada em ballet clássico, com cursos livres e de formação. “Agora meu sonho é formar nossos alunos como bailarinos clássicos profissionais ou permitir satisfação pessoal e bem-estar aos alunos do curso livre.” Ela diz que o mais prazeroso de tudo é amar e acreditar no que faz. A criatividade, por sua vez, vem por meio de estudo contínuo e de sua equipe.

Sua dica para quem pensa em empreender é não começar pensando no financeiro e investir em algo que lhe traga satisfação pessoal. “É preciso amar o que escolheu empreender, senão, com certeza, não dará certo. Tenha foco no produto e acredite na qualidade dele”, orienta.

Como boa observadora que é, afirma que conciliar vida profissional com pessoal requer a característica prioritária de uma bailarina: a disciplina.
Em relação as metas e como se planeja para cumpri-las, Cristiane Cavallari acredita que tudo é possível. “Parece infantil, mas sou uma mulher muito sonhadora, às vezes, com ideais que parecem que nunca poderão ser alcançados. Mas acredito que somos capazes de realizar qualquer objetivo que estabelecemos quando sabemos buscar e, principalmente, quando acreditamos em tal.”

O Dia Internacional da Mulher para ela representa determinação, coragem e garra.