Patrulha Maria da Penha prende agressor que não respeita medida protetiva

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos, por meio da Patrulha Maria da Penha, prendeu em flagrante por descumprimento de medida protetiva, o fiscal J.R.F de 33 anos. O flagrante aconteceu neste último sábado (15), em frente ao trabalho da vítima, no bairro do Taboão.

Vários boletins de ocorrência por ameaças e agressões já tinham sido registrados pela ex-companheira do fiscal, que teve um filho com o agressor em um relacionamento que durou dois anos, sendo que está separada há nove anos. Nesse período teve sua residência pichada e foi agredida e ameaçada na rua e no trabalho. A vítima tinha respaldo da medida protetiva desde 19 de abril deste ano e o autor a infringiu ao se aproximar dela.

Uma equipe da Patrulha Maria da Penha compareceu ao local e deteve o acusado, encaminhando-o ao 7º Distrito Policial, no Jardim São João, para que a autoridade policial lavrasse o Boletim de Ocorrência e, em seguida, o detido foi conduzido ao 1° DP de Guarulhos, para aguardar a audiência de custódia.

O objetivo da Patrulha Maria da Penha é assegurar o acompanhamento e o atendimento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, fiscalizando as medidas protetivas determinadas judicialmente. Desde o início dos trabalhos,em agosto de 2018, a Patrulha já realizou cerca de 1.200 visitas monitoradas. Neste ano, até o momento, foram realizadas cinco prisões por flagrante descumprimento da medida protetiva, uma prisão por agressão, e seis vítimas foram encaminhadas por segurança para fora da cidade. Atualmente, a guarnição faz o acompanhamento de 18 vítimas amparadas por essa legislação.

Serviço: A Patrulha Maria da Penha atende na Praça Antonio Nader, s/nº – Gopoúva. Telefone 2087-3013.