Pequenas empresas lideram pedidos de recuperação judicial

Desde que entrou em vigor a Lei n° 11.101/05, há 10 anos, nunca tinha havido tantos pedidos quanto nos primeiros 6 meses de 2015: foram 492 solicitações, 20% a mais do que no ano anterior.
Mais da metade, 255, referem-se a micro e pequenas empresas; 147 são de empresas médias e 90 de grandes empresas.
Parte do crescimento no número de pedidos de recuperação judicial pode ser resultado da decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), de permitir que empresas solicitem o benefício mesmo estando em débito com impostos.