Pernas limpas e sem varizes

Fotos: banco de imagens

A variz é mais um dos diversos problemas que atinge grande parte das mulheres. E apesar de muitas pessoas acreditarem que os vasos expostos ocorrem devido a idade, saiba que esse pensamento não passa de um mito. A verdade é que não há idade para sofrer com as varizes e por isso os cuidados devem ser tomados em qualquer fase da vida.
Causadas por veias dilatadas ou alongadas, as varizes atormentam a vida das mulheres não apenas pelo fator estético. Elas também podem causar dores e cansaço. “Outro sintoma comum é a sensação de peso nas pernas. E em casos extremos, pode haver dormência”, afirma a dermatologista Aline Albino Faver.
Vale ressaltar que esse problema não precisa necessariamente ser visível, sendo assim denominada de varizes internas. Dessa forma, é aconselhado estar sempre atenta aos sintomas também.

Causas
Por ser de origem genética, já é possível encontrar um grande número de adolescentes que também apresentam problemas como esses. Logo, o histórico da sua mãe ou sua avó é o que vai dizer se você tem tendência a sofrer com varizes ou não.
De acordo com Aline, problemas posturais ao longo do tempo e alterações cardiovasculares também podem dar início às dores. “Elas normalmente começam a aparecer entre as fases do jovem adulto e da meia idade. E as gestantes devem tomar bastante cuidado, pois é comum o aparecimento de varizes durante a gravidez”.

Knee Injury

Como prevenir

A dermatologista sugere que a melhor maneira de combater os sintomas é utilizando uma meia elástica de compressão e evitar ficar na mesma posição durante muito tempo. E sempre que possível corrigir a postura e elevar os membros inferiores.
Evitar o sedentarismo, a obesidade e o tabagismo também é importante para diminuir as dores e desconforto. Pois esses também são grandes causadores desse tipo de incômodo.
Além desses cuidados básicos que podem ser tomados pela própria pessoa, medicamentos para diminuir os sintomas podem ser uma opção. E Aline aconselha que procurar um cardiologista anualmente para verificar se há algum tipo de deficiência cardiológica é indispensável.

Tratamento

Depois de alguns anos sofrendo com as temidas varizes, muitas mulheres recorrem a uma opção de tratamento mais eficaz. As opções são diversas, desde medicamentos até cirurgia.
Ivone da Silva, 56, é enfermeira e desde que começou a trabalhar, ainda na adolescência, sofre com vasinhos e varizes. Sua mãe, Alayde de Andrade, 76, também passou grande parte da sua vida com vasos expostos e desconforto nas partes inferiores. E além das dores, elas também não se sentiam satisfeitas com a parte estética.
Ivone conta já ter recorrido a tratamentos particulares e pequenas cirurgias. “Minhas pernas sempre melhoravam, mas o fato de eu trabalhar em pé durante seis horas por dia me colocava naquela situação de novo”, explica.
Pela televisão, Ivone e sua mãe descobriram o tratamento de escleroterapia compressiva com espuma, que envolve a injeção de polidocanol sob a forma de espuma dentro dos vasos e destrói as células das veias comprometidas.
Ela afirma que esse método contribuiu muito na vida das duas. Alayde sempre teve bastantes veias calibrosas e por conta da idade não queria mais se sujeitar a uma cirurgia. E para Ivone, o resultado foi muito gratificante. “A parte estética melhorou muito. É prático, rápido e praticamente indolor. Hoje em dia, as dores que eu tenho nas pernas são devido a minha rotina e não mais pelas varizes”, comemora Ivone.

Por Bárbara Cunha