PF apreende drogas e prende três pessoas

A PF prendeu em ações distintas, entre os dias 24 e 26/8, dois passageiros com drogas nas bagagens e um terceiro pelos crimes de injúria, desacato e desobediência.

Na sexta-feira (24/8) policiais federais foram acionados para atender a uma ocorrência envolvendo passageiros, nacionais do Chile, que estariam causando grande confusão a bordo de uma aeronave que acabara de pousar. Os homens, segundo seus depoimentos, vieram ao país com o objetivo de assistir a um jogo de futebol, mas estavam completamente embriagados e teriam sua admissão em território nacional negada. Um deles, bastante agressivo, ofendia os agentes aeroportuários e, após desferir socos na parede, tentou fugir para a pista do aeroporto, sendo contido pelos policiais. Foi necessário o uso de força física e algemas para garantir a segurança do homem e das pessoas. Na delegacia, ainda muito alterado, o homem tentou se lesionar batendo sua cabeça contra as barras de contenção. Em razão das palavras que foram proferidas pelo homem e por suas atitudes, ele responderá pelos crimes de injúria, desacato e desobediência. Em seu depoimento, ele disse aos policiais que já havia sido preso por tráfico de drogas. O outro passageiro retornou ao país de origem.

 

Uma passageira, que iria embarcar no sábado (25/8) para Lisboa, em Portugal, foi abordada e presa por policiais federais quando realizava o check-in. Com a mulher, uma cearense de 23 anos de idade, foram apreendidos três quilos de cocaína, encontrados ocultos em fundos falsos de uma mala que ela portava. A mulher disse aos policiais que veio à São Paulo de ônibus, proveniente da cidade de Florianópolis, Santa Catarina.

 

No domingo (26/8), servidores da Receita Federal abordaram um passageiro que havia escolhido o canal “nada a declarar”, para revista das bagagens. O homem, um brasileiro de 26 anos de idade, desembarcou de voo proveniente de Barcelona, na Espanha, e trazia, dentro de sua mala, cápsulas e tabletes contendo material suspeito. A PF foi acionada e os peritos identificaram a substância como haxixe, cujo volume somou quase um quilo. O homem, preso em flagrante, disse aos policiais que a droga era para consumo próprio.

Os presos serão encaminhados aos presídios estaduais onde permanecerão à disposição da Justiça.