PF apreende mais de 20kg de drogas no aeroporto e seis pessoas são presas

A Polícia Federal (PF) prendeu em ações distintas, realizadas no Aeroporto Internacional de Guarulhos entre os dias 3 e 4/8, seis passageiros de voos internacionais tentando embarcar, para a Europa e África, com mais de 20 Kg de drogas nas bagagens.

Na sexta-feira (3/8) uma mulher, nacional da Coréia, foi abordada por policiais federais na fila do check-in de voo com destino a Arábia Saudita. Os policiais desconfiaram da passageira e a conduziram para verificação das bagagens por meio do aparelho de raio-x. As imagens revelaram substância orgânica nas estruturas de uma mala. Na delegacia, os peritos federais identificaram a substância, cujo volume somou quase três quilos, como cocaína. A mulher de 36 anos de idade, que disse ser professora e mãe de 4 filhos, foi presa em flagrante.

Outras cinco prisões foram feitas no sábado em um mesmo voo. Com uma mulher, nacional do Paraguai e 23 anos de idade, os policiais encontraram, dentro de camisas e sabonetes, mais de um quilo de cocaína. A suspeita desembarcaria na República da Guiné. Para este mesmo destino, outro passageiro levaria quase três quilos de cocaína ocultos em fundos falsos de mochilas. O homem, nacional da Guiné e 51 anos de idade, foi preso pelos policiais no momento em que realizava o check-in. Quatro garrafas de champanhe continham mais de nove quilos de uma substância pastosa, cujos exames periciais revelaram ser cocaína. As garrafas foram encontradas, pelos policiais, dentro da mala de uma mulher de 67 anos de idade, nacional das Filipinas, que pretendia desembarcar na cidade de Lagos, na Nigéria. Uma brasileira de 37 anos de idade, que desembarcaria no Congo, foi localizada e conduzida à delegacia da PF, após servidores da Receita Federal identificarem, por meio do aparelho de raio-x, substância orgânica na estrutura da mala despachada por ela. Na estrutura da mala suspeita foram encontrados quatro pacotes contendo cada um, um quilo de cocaína. Uma passageira, nacional da Russia e 50 anos de idade, aguardava o check-in em uma cadeira de rodas sem acompanhante. Os policiais federais entrevistaram a mulher que embarcaria com destino à Turquia, e, por desconfiarem de suas respostas, realizaram revista em suas bagagens, momento em que localizaram um fundo falso em uma das malas contendo quase três quilos de cocaína. A suspeita confirmou aos policiais que sabia da existência da droga e que receberia um pagamento em dólares para entregar a mala em Addis Ababa, na Etiópia.

Os presos serão conduzidos aos presídios estaduais onde permanecerão à disposição da Justiça respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas.