PF recupera no Peru equipamento fotográfico furtado de fotojornalistas

Lentes estavam sendo comercializadas pela internet no Peru - Foto: Divulgação PF

A Polícia Federal, por meio de sua adidância (representação de um órgão público em outro país) no Peru, recuperou nesta quinta-feira (8), lentes de câmeras fotográficas de alto valor que haviam sido furtadas de fotojornalistas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A ação teve início na terça-feira (6), após um fotojornalista brasileiro, que atua na cobertura dos jogos Pan-Americanos em Lima, no Peru, identificar por meio de uma rede social as lentes pertencentes ao seu colega, também jornalista, que haviam sido furtadas no mês de junho deste ano, e que estavam sendo vendidas por um homem em Miraflores, no Peru. 

Os fatos foram informados ao delegado responsável na Polícia Civil e repassado à Polícia Federal no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), que, por meio de sua adidância acionou a Polícia Nacional Peruana, que acompanhou a negociação de compra do equipamento e prendeu em flagrante o homem que o estava vendendo, um peruano de 42 anos de idade, advogado e que pedia por uma das lentes um total de quase dois mil dólares. Com o homem foi encontrada outra lente, que rastreada pelo número de série pertencia a outro jornalista, também brasileiro, e havia sido furtada no mês de novembro de 2018.