Prefeitura de Guarulhos e PRF estudam convênio para localizar carros roubados

Rafael de Araújo, diretor interino de Finanças; inspetor Valmir Cordelli, superintendente da PRF; Márcio José Pontes, secretário-adjunto da STMU; e Styvenson Koga, diretor de Transportes da STMU

A Prefeitura de Guarulhos e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estudam a possibilidade de assinatura de um convênio que, utilizando a força das duas instituições, possibilitará a recuperação de carros roubados na área que compreende os municípios de Guarulhos e aqueles que fazem limite na região da Grande São Paulo.

Os primeiros passos neste sentido foram dados na quinta-feira, 10, em reunião que contou com a presença do secretário-adjunto da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, Márcio José Pontes, do diretor de Trânsito da SMTU, Styvenson Koga, do diretor financeiro interino, Rafael de Araujo Lavras, com o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Estado de São Paulo, Valmir Cordelli.

O futuro convênio prevê a cooperação entre a CIIG (Central de Inteligência Integrada de Guarulhos), órgão subordinado à STMU, e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o que vai permitir a troca de informações dos sistemas de monitoramento eletrônico de veículos.

A troca entre esses dois sistema de informação permitirá uma checagem mais ampla sobre veículos roubados ou com documentação irregular. Ao sair da cidade de Guarulhos, a base da PRF poderá ser avisada para fazer abordagem. Mas também vai funcionar de maneira inversa, com a PRF avisando as forças policiais da cidade, entre elas a Guarda Civil Metropolitana (GCM), ligada à Secretaria de Segurança Publica. “É um grande passo no sentido de diminuir as infrações de trânsito e a circulação de veículos com restrições administrativas e produtos de crime em nossa cidade”, disse o secretário-adjunto, Márcio José Pontes.

Para o superintendente Cordelli, da PRF, a ideia é aproveitar os sistemas já existentes em funcionamento no estado de São Paulo: “Nossa intenção é usar o que existe de mais moderno para combater as fraudes em todos os níveis”, disse. O sistema já é utilizado pela polícia de Nova York há sete anos com extrema eficiência.

Os sistemas serão aptos a emitir alarmes automáticos para ajudar no trabalho conjunto entre os agentes de trânsito e os policiais (de Guarulhos e da PRF). Com as informações disponíveis, o sistema pode ser configurado para localizar todos os veículos que atendam aos critérios da busca, tornando mais eficiente a localização de veículos que interessem aos órgãos policiais.

Novas reuniões devem acontecer para que o prefeito Guti analise os termos do convênio e dê seu aval final.