Prefeitura diz que contas de água não terão reajustes pelo terceiro ano consecutivo

Segundo a Prefeitura de Guarulhos, o valor da conta de água do guarulhense, assim como em 2017 e 2018, não sofrerá aumento neste ano, conforme anúncio feito nesta quinta-feira, 11, pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que desde janeiro deste ano assumiu, sob concessão, as operações de saneamento da cidade em substituição ao Saae. Com exceção de Guarulhos, a nova tabela tarifária da companhia, que administra o saneamento em outras cidades, prevê um aumento de 4,7242% sobre as tarifas de água e esgoto vigentes, conforme publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo nesta quinta-feira, 11.

As regras para Guarulhos, que constam no contrato com a Sabesp assinado em dezembro, são diferentes e não preveem o aumento na tarifa, que permanecerá em R$ 43,46 para imóveis residenciais que gastarem até 10 m³ de água e esgoto em um mês. Manter as tarifas sem reajuste neste ano foi uma das exigências do prefeito Guti para a assinatura do contrato de concessão.

A última vez que houve reajuste na tarifa em Guarulhos foi em maio de 2016, após decreto do então prefeito Sebastião Almeida (PT), que aumentou as contas em 8,44%. Antes disso, Almeida já havia concedido um reajuste em junho 2015, de 15,24%, e outro em dezembro de 2014, de 12,43%.

Desde que Guti assumiu, em janeiro de 2017, esta é a terceira vez que a Sabesp reajusta as contas de água sem que o valor seja repassado para o consumidor guarulhense. Em junho de 2018, a companhia estadual aumentou as contas em 3,5%, enquanto que em novembro de 2017 o reajuste havia sido de 7,88%.

Segundo a Prefeitura, o consumidor guarulhense paga 15,05% a menos na conta de água do que o morador da capital paulista, por exemplo. Após o reajuste, que valerá a partir de 11 de maio, a conta de água em Guarulhos será 20,48% menor se comparada com a de São Paulo.