Prefeitura fará operação de emergência para minimizar impacto da greve

A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (STMU)de Guarulhos elaborou o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese), que deve atender parte dos 367 mil usuários que serão afetados pela greve prevista para a partir da zero desta sexta-feira (10). A tática é substituir a falta dos ônibus das empresas pelos micro-ônibus dos permissionários.

Entre as medidas emergenciais, a frota de permissionários será reduzida e vai operar como ocorre aos sábados, exceto as linhas que terão funcionamento normal, como são os casos das 486 – Soberana / Terminal São João;  480 – Parque Santos Dumont / Terminal Taboão; 785 – Parque Piratininga / Terminal Pimentas; 383 – Recreio São Jorge / Terminal Taboão;  488 – Circular Aeroporto; e 483 – Marmelo / Terminal São João.

No restante, segundo nota divulgada pela Assessoria da Secretaria de Transportes e Mobilidade, toda a operação será regulada pela demanda de passageiros, sendo dividida por eixos: Parque Continental/Centro terá 11 carros (intervalo de 7 minutos); o Terminal Pimentas/Cecap terá 18 (7 minutos), enquanto Cocaia/Centro contará com 12 (6 minutos de intervalo) , o Terminal São João/Cecap terá 15 veículos para servir os usuários (intervalo de 6 minutos); o Terminal São João/ Centro terá  17 (intervalo de 7’); o eixo Vila Galvão/Centro contará com 9 (intervalo de 6’); o Shopping Internacional/Centro terá 10 (intervalo de 7 minutos); e, para finalizar, Terminal Cecap/Centro contará com 11 veículos (intervalo de 4 minutos).