Prefeitura precisa mudar modo de agir

Tem sido cada vez mais comum o descarte irregular de entulho e móveis em praças e ruas de Guarulhos, sem que nada de efetivo se faça contra a continuidade dessa prática.

Boa parte da estrutura de limpeza das vias públicas é utilizada para recolher esses detritos, quando poderia ser canalizada para a manutenção da cidade como um todo, sem ter de repetir a mesma tarefa em cada um dos locais onde essas pessoas inescrupulosas despejam material indevidamente.

Nas áreas abertas pode ser mais difícil estabelecer um controle rigoroso, para buscar identificar quem são esses malfeitores. Provavelmente, são pessoas que ganham a vida retirando materiais de reformas e, em vez de levá-los aos Pontos de Entrega Voluntária, os despejam nos espaços públicos.

O local da foto, porém, é vizinho à Policlínica Paraventi e tem sido constantemente limpo pela Proguaru e novamente ocupado com esse tipo de detrito. Ali, a Prefeitura pode e deve colocar câmeras para identificar e punir quem age dessa forma criminosa, pois, além de usar indevidamente a área de uma praça, ainda junta detritos ao lado de um local em que as pessoas vão em busca de cuidados com a saúde.

Certamente, há outros locais onde é possível colocar câmeras e flagrar os culpados. Se a Prefeitura tem recursos para instalar câmeras e radares em tantos lugares, para multar motoristas infratores, deve ter também para cuidar de algo tão elementar que é evitar o retrabalho e ajudar a manter a cidade menos suja.

Valdir Carleto