Desde a última quinta-feira, o Procon-SP está notificando diversos hospitais e laboratórios por preços abusivos na vacina contra H1N1, após aumento no número de reclamações. Os locais deverão prestar esclarecimentos quanto ao aumento da imunização. Alguns laboratórios reajustaram o preço de R$ 120 para R$ 215, por exemplo. No ano ano passado, o valor era de R$ 45.

O órgão informou ainda que fiscais também estão inspecionando drogarias para verificar os preços dos remédios contra a gripe H1N1.

O Procon-SP esclareceu que não há um preço tabelado, mas que, com base no Código de Defesa do Consumidor, que veda aos fornecedores a prática de valores abusivos, as instituições terão que explicar o motivo do aumento e praticar um preço razoável. Os hospitais terão até dez dias para apresentarem justificativa. Comprovadas as irregularidades, as empresas serão penalizadas de acordo com o CDC. O Procon-SP ainda não divulgou o número de instituições notificadas até o momento.

Fonte: O Globo.