Projeto Guri está com inscrições abertas para 2019

Programa da Secretaria da Cultura oferece formação e inclusão social com diversos cursos gratuitos de teoria musical

O Projeto Guri – programa de educação musical e inclusão sociocultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, gerido pela organização social Santa Marcelina Cultura – recebe inscrições até 31 de janeiro para os cursos de 2019.

As aulas começam no dia 4 de fevereiro na Capital e Grande São Paulo. Crianças e adolescentes podem escolher desde iniciação musical (de 6 a 9 anos) até cursos mais avançados em canto e diversos instrumentos, com formação nos campos da música erudita e popular.

Para participar não é preciso ter nenhum conhecimento prévio em música. As vagas são distribuídas pelos 46 polos do Guri na capital e na Região Metropolitana de São Paulo, como Arujá, Poá, Guarulhos, Santo André, Osasco e Guararema. A oferta de cursos e instrumentos varia de acordo com cada Polo.

Para realizar a inscrição, basta comparecer a um polo de interesse acompanhado de um responsável, portando uma foto 3×4, documento de identidade ou certidão de nascimento e comprovante de residência com CEP.

Atualmente, o programa contempla cerca de 13 mil crianças e adolescentes e, para se inscrever e iniciar os estudos no Guri, o interessado precisa necessariamente estar matriculado em uma escola regular.

Os alunos podem optar por violão, violino, violoncelo, contrabaixo, flauta, clarinete, fagote, oboé, saxofone, trompa, trompete, trombone, percussão, contrabaixo elétrico e guitarra, entre tantos outros e os cursos têm duração de dois a quatro anos.

O programa também oferece aulas de canto e atualmente mantém nove grupos musicais infanto-juvenis formados por seus alunos, como a Camerata de Violões, o Coral Juvenil, a Orquestra de Cordas e a Orquestra Sinfônica do Guri, além de um Coral de Familiares.

Para o coordenador da Unidade de Formação Cultural da Secretaria da Cultura, Dennis Alexandre Rodrigues, a partir do momento em que passam a integrar o Guri, os alunos recebem atenção que vai além do ensino musical.

“A Amigos do Guri possui metas específicas relativas ao acompanhamento social das crianças, adolescentes e jovens atendidos, observando todas as condições que afetam a vida e o bem estar de cada um – incluindo educação, assistência social, saúde, habitação, cultura, lazer, trabalho e outros”, conta Rodrigues.

Na capital e em cidades da Região Metropolitana de São Paulo, o Projeto Guri desenvolve o ensino musical e a inclusão sociocultural para 13 mil crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos em 46 polos, sob gestão da Organização Social Santa Marcelina Cultura.

“O projeto contribuiu para que o acesso a esse ensino de música que até 20 ou 30 anos era restrito, até por conta de fatores culturais. Então ele passa a ser mais uma opção gratuita e aberto ao público”, explica Pablo Carajol Delvaje, coordenador do projeto no polo Piracicaba.

Para conferir a lista completa dos cursos e o local onde estão instalados os polos, acesse a página do Guri na internet: www.gurisantamarcelina.org.br.