Quem resiste a um bom hambúrguer?

Arte: Williane Rebouças para o Click Guarulhos

Pelo terceiro ano consecutivo, a Revista Weekend e o Portal Click Guarulhos lançam edição comemorativa do Dia Mundial do Hambúrguer, comemorado nesta terça, 28 de maio. Nesse período, Guarulhos ganhou novas e bem estruturadas hamburguerias; umas mudaram de mãos ou cresceram e outras sucumbiram à concorrência e aos sobressaltos da economia brasileira.

Como não dá para reinventar a roda, é inevitável valermo-nos de dados e informações colhidos pelo jornalista Jônatas Ferreira para as duas edições anteriores.

Em 2017, ele contou que, embora os norte-americanos reivindiquem a criação dessa simples combinação de duas fatias de pão com uma carne bem preparada, e sejam eles os principais difusores desse hábito alimentar, há relatos que dão conta de que, já no século XII, uma tribo de mongóis colocava as carnes embaixo da sela dos cavalos para amaciar até o bife se tornar uma espécie de pasta. Mito ou realidade, essa história perdura até hoje.

No século XVII, um açougueiro de Hamburgo, na Alemanha, moeu pedaços de carne e adicionou temperos, modelando em forma de bifes arredondados. O produto logo se difundiu na cidade.

Só na metade do século XIX , o bife de carne moída foi levado aos EUA pelos alemães, conquistando inicialmente como adeptos da carne, os marinheiros, por ser um alimento acessível e saboroso, além da praticidade para prepara-lo.

A ideia expandiu-se a partir de 1904, na feira mundial de Saint Louis, capital do Missouri, quando o lanche foi apresentado aos americanos de uma forma mais ampla. Conta-se que, em 1921, surgiu a primeira lanchonete, cujo prato principal era o hambúrguer, frito a vapor e cebola, sendo vendido a cinco centavos de dólar – a White Castle. Em funcionamento até hoje, ela inspirou a criação de outras redes parecidas. Em 1935, a White Castle chegou a vender 40 milhões de hambúrgueres.

A mais célebre rede de fast-foods do mundo, McDonalds, surgiu em 1948, pelos irmãos Dick e Maurice Mc Donald, em San Bernardino, Califórnia, com a promessa de servir o lanche, acompanhado de batatas fritas e refrigerante, em menos de um minuto, passo decisivo para espalhar o hambúrguer por inúmeros países.

Entretanto, não foi essa rede quem trouxe o hambúrguer para o Brasil, mas o tenista norte-americano Robert “Bob” Falkenburg, que inaugurou o primeiro Bob’s em 1952, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Ele foi campeão do torneio de Wimbledon, em 1948. A rede também trouxe para o Brasil o milk-shake e o sundae. O Mc Donald’s só chegou ao País em 1979.

A opinião do fundador do Guia do Hambúrguer

Em 2018, Jônatas ouviu Marcos Vigorito, fundador do Guia do Hambúrguer, referência obrigatório ao tratar da iguaria desde 2010. Segundo ele, para obter um blend ideal, é melhor seguir à risca o que os norte-americanos indicam: a parte dianteira do boi, como o acém, peito, pescoço, paleta e costela. “A proporção ideal entre gordura e carnes em um hambúrguer é de 80% da proteína e 20% de gordura pura, mas que pode chegar a até 30% para um hambúrguer preparado na churrasqueira”, explicou Vigorito.

Para o especialista, no entanto, não basta a perfeita composição das carnes, mas a boa procedência e que as proteínas precisam ser frescas, nunca congeladas, para manter a suculência do disco, pois ao ser descongelada a carne perde muito líquido. Ele esclarece que uma das qualidades mais importantes para um hambúrguer saboroso e gostoso é o suco da carne; apesar de vermelho, não é sangue, pois este é todo retirado no momento do abate do boi. O líquido vermelho é a mioglobina.

Outra recomendação é quanto à hora de temperar o hambúrguer: “Deve ser apenas quando irá levá-lo à frigideira ou à grelha; sal e pimenta do reino são condimentos ideais. Está proibido usar creme de cebola, ovo, cebolinha e salsinha na mistura da carne. Seria algo como temperar uma peça bonita de picanha com esses ingredientes e levar à churrasqueira”.

Vigorito comentou sobre hambúrgueres de porco, frango e até mesmo peixe, que estão sendo inseridos nos cardápios. Para ele, as técnicas e proporções entre carne e gordura devem ser as mesmas do hambúrguer bovino, exceto o de peixe. Para os discos veganos ou vegetarianos, a receita mais comum é à base de proteína de soja, que é um substituto direto da carne. Mas como não tem o mesmo sabor, depende muito de temperos adicionais para ficar apetitoso.

Segundo Vigorito, existem hamburguerias especializadas em lanches vegetarianos, com discos preparados com grão de bico, beterraba, abóbora, shimeji, entre outros. “São uma alternativa saborosa para que todos possam desfrutar de um hambúrguer, respeitando suas escolhas. É importante ressaltar que a diferença entre vegetariano e vegano é que no hambúrguer vegano não pode ter qualquer tipo de ingrediente de origem animal: nem no hambúrguer e nem no pão. Por exemplo, se tiver um queijo com leite de vaca, não é vegano, pois contém derivados do leite. Para ser vegano, é necessário que todos os ingredientes sejam de origem vegetal”, esclareceu.

A receita do Guia do Hambúrguer:

• Blend com 50% de acém, 30% de peito bovino ou granito (ponta de peito) e 20% de gordura do peito. Peça para o açougueiro limpar as carnes e pesá-las. Para 1 kg de blend, que rende dez hambúrgueres de 100g ou cinco de 200g, use 500g de acém limpo, 300g de peito bovino sem gordura e 200g de gordura pura do peito bovino (gordura de capa);
• Peça ao açougueiro para cortar tudo em cubos e moer duas vezes no moedor de carnes. Não serve processador de alimentos; se não, a carne se torna uma pasta;
• Depois da carne moída, forme bolas com a mão ou com uma balança. Para os hambúrgueres moldados, é necessário bater o hambúrguer, que é o processo de jogar com força a bola de carne umas vinte vezes de uma mão contra a outra, como uma bola de baseball, antes de formatá-la;
• Aperte a carne usando um aro de fritar ovo ou com as próprias mãos até formar um disco. Leve à frigideira ou churrasqueira. O diâmetro de um hambúrguer é em média 11 cm e encolherá por volta de 1cm após ser preparado e deve ficar do tamanho do pão que for usar;
• Para preparar o hambúrguer na frigideira, deixe-a esquentar em fogo médio-alto, dê preferência às panelas ou chapas de ferro e que tenham o fundo mais grosso. Após aquecê-la, coloque um pouquinho de manteiga e a carne por cima. Você vai ouvir aquele barulhinho; caso não ouça, a chapa ainda está fria;
• Coloque o sal e a pimenta na superfície da carne, mas seja generoso para realçar bem o sabor da carne. Após 3 minutos, vire a carne e repita o sal e a pimenta, coloque o queijo escolhido e deixe mais três minutos. Não precisa jogar água ou qualquer coisa do gênero. Tampe a panela apenas rapidamente para ajudar a derreter o queijo ou use um abafador para hambúrgueres;
• Fazendo desta forma, terá um hambúrguer de 180g a 200g ao ponto, rosado por dentro. Caso prefira mais bem passado, aumente o tempo para 5 minutos de cada lado. Um malpassado leva 2 minutos no máximo.
Segundo o Guia do Hambúrguer, esse é o verdadeiro cheeseburger e dispensa qualquer complemento. No entanto, para outros especialistas e apreciadores, a maionese também é fundamental. Não à toa, diversas hamburguerias apregoam como diferencial a receita secreta de sua maionese.

O PÃO
“O pão é o segundo ingrediente principal no hambúrguer: é ele quem envolve o disco de carne. Além do básico pão de hambúrguer, fofinho e leve, existem variações como o pão com gergelim, pão australiano (pão preto levemente adocicado com mel), pão integral e o pão brioche (bem amanteigado que combina muito bem com a carne). O ideal é que, independente do tipo usado, passe manteiga na superfície e sele como um pão na chapa, para impermeabilizá-loe evitar que o suco da carne molhe a base do pão”, explica o profissional. Já há quem utilize formatos diferentes, como o pão quadrado, adotado pela Ooh! Lanches, em Guarulhos.

SERVIÇO
O site guiadohamburguer.com disponibiliza diversos tutoriais com fotos de como preparar o seu hambúrguer em casa, além de uma série de notícias referentes a essa iguaria apaixonante.

Leia abaixo dicas de lanches das principais hamburguerias de Guarulhos

The Black Beef

Divulgação

Big Black Beef
Uma das especialidades da casa que tem o ator Caio Castro como sócio, o Big Black Beef é preparado com dois hambúrgueres de 120 g, pão australiano artesanal, muçarela artesanal, cebolas caramelizadas, queijo cheddar e barbecue. R$ 26. Para a sobremesa, são sugeridos os vários sabores de milkshake.

Avenida Paulo Faccini, 1899, Jardim Maia
De domingo a quinta, das 11h30;
sextas e sábados, das 11h30 à 0h.
Atende delivery pelo IFood.

Black Rock Burger

Divulgação

Iron Maiden
Chamado pela casa de “o queridinho de Guarulhos, o lanche é feito com pão australiano, camembert empanado, blend de cheddar, bacon, molho barbecue, farofa de pepperoni, com burger artesanal de 200 gramas. Para quem é chegado em cheddar, os chefs prometem fazer o queijo escorrer do lanche para o prato. R$ 36,50.

Avenida Paulo Faccini, 2003., Jardim Maia
Segunda, quarta e quinta, das 18h à 0h. Sexta, das 17h à 0h. Sábado, das 12h à 1h e domingo, das 12h às 23h.
No almoço, a partir das 12h,
buffet self-service texano e mexicano.
Tel.: 4307-1314 | 9.4127-4964 (WhatsApp).
www.blackrockburger.com.br
Facebook: blackrockburgergru

Burger Art

Foto: Divulgação

Da Vinci
Burger artesanal de 100gr ou 160gr, servido no pão australiano, com queijo cheddar, cebola caramelizada, maionese de gorgonzola, couve crispy e muito bacon!

Av. Dr. Timóteo Penteado, 3042
Instagram: @burgerartoficial
Almoço de segunda a sexta, das 11h30 às 15h.
Jantar de domingo a quinta, das 17h às 23h;
sexta e sábado, das 17h à 0h.
Faz entregas pelo Ifood, Rappi, Uber Eats ou pelo Whatsapp 11 2451-7799.

Maria Cereja

Foto: Rafael Almeida

Led Zeppelin
Lanche preparado com pão caseirinho (120g), picanha em tiras (125g, frita), bacon, cebola roxa, molho barbecue, rúcula, tomate, acompanha fritas (1/2 porção 150g) – R$ 27,90.
Os demais hambúrgueres especiais também têm nomes de astros do rock.

Av. Paulo Faccini, 1331, Jardim Maia
Segunda a quinta, das 6h às 22h30.
Sexta, das 6h às 23h. Sábado, das 6h30 às 23h. Domingo e feriado, das 6h30 às 22h30.
Tels.: 2408-1920 e 2443-2202 WhatsApp 94785-7182
Instagram: @padariamariacereja
Pode pedir pelo Ifood.

Padaria Nova Guarulhos

Foto: Alexandre de Paulo/Click Guarulhos

X-Salada
O tradicional lanche de hambúrguer, com os ingredientes queijo, alface, tomate e maionese preparados
conforme receita da casa.

Avenida Guarulhos, 1320,
esquina com rua Albino Fantazini,
Vila Augusta
Tel. 2422-7188
www.padarianovaguarulhos.com.br

primuz burger

Foto: Carlos Maruiwa

Stuffed Cheese
O mais pedido da casa, onde artesanal é a palavra-chave. Pão de brioche, hambúrguer de 180g. recheado com queijo, alface americana, tomate, cebola roxa, picles e bacon por R$ 25,90. O cliente pode sempre escolher entre 3 pães: brioche (artesanal), australiano ou francês; 2 tipos de queijo: muçarela ou cheddar (Polenghi); e, é claro, o ponto da carne. Para acompanhar, o cliente tem 7 opções de porções, 22 rótulos de cervejas artesanais, chopp e long necks.
Iniciou em setembro de 2017 apenas para delivery; desde outubro de 2018, abriu a unidade, com música ambiente e espaço Kids. Aniversariantes que reservam espaço têm direito a um minibolo.

Avenida Suplicy, 52, Jardim Santa Mena (ao lado da av. Dr. Timóteo Penteado)
Tel. 4968-2582 Whats (11) 98611-3456
Entrega pelo Ifood.

Hamburgueria do Patrão

Foto: Divulgação

Do Patrão
Dois hambúrgueres de 120g, queijo cheddar inglês, bacon crocante, rodelas grelhadas de tomate, cebola roxa e alface, no pão brioche. Uma das atrações da casa é o rodízio de mini-hambúrgueres, com direito a 6 opções, incluindo carne, frango e linguiça, e 2 hot-dogs.

Rua Cônego Valadão, 1566, Vila Augusta
Tel. 4969-6959
Atende também pelo Ifood
e pelo site dopatrao.pedircomida.com br

OOh! lanches

Foto: Alexandre de Paulo/Click Guarulhos

X Linguiça Bacon
Hambúrguer artesanal de linguiça, com bacon, cebola, tomate, muçarela, molho barbecue e maiosene da casa.

Avenida Bom CLima, 585 – Jardim Bom Clima
Segunda a sábado, das 10h30 às 23h30.
Feriados: consulte as redes sociais @oohlanches.
Tels: (11) 4372-2338 e (11) 4372-2337. Whatsapp: (11) 98846-1168
Pode pedir pelo UberEats

Scotch Pub Café

Foto: Divulgação

Ray Jackson Burger
Hambúrguer artesanal de 220 g, bacon em pedaços, queijo prato e molho barbecue. Acompanhamento: batatas fritas ou onion rings. R$ 31,90. Um dos diferenciais da casa é a carta de cervejas: mais de 50 rótulos.

Rua Barão de Mauá, 450 (térreo do Hotel Mercure),
Centro de Guarulhos
Segunda a quinta, das 17h a 1h. Sexta e sábado, das 17h às 4h. Tel. 9 5685-5828;
Insta: @scotchpubc; Face: Scotch Pub Café ou Scotch Pub

Vira latas

Opções vegetarianas e veganas
Em funcionamento desde 2010, a Vira Latas é uma das hamburguerias pioneiras em Guarulhos. Destaca-se pela maionese fresca e pelas opções para vegetarianos e veganos, hambúrgueres de soja e de legumes e pela possibilidade do cliente montar o próprio lanche. A carta de cervejas artesanais e importadas tem mais de 70 rótulos. Os nomes dos lanches são de animais de estimação adotados pela família proprietária, que desenvolve trabalho voluntário pela causa animal na cidade. Por isso, o nome do estabelecimento.

Avenida Dr. Timóteo Penteado, 904, Vila Progresso, Guarulhos
Telefone: (11) 2382-7032
De terça a quinta-feira, das 16h às 23h; sextas e sábados, das 16h à 0h30; domingos, das 16h às 22h.