Regras de trânsito para o transporte de animais no carro

Fonte: Pets e Patas
Fotos: banco de imagens

Com a chegada do final do ano, do recesso e das férias, os passeios e viagens com os pets aumentam. Mas você sabe como transportar seu amigão dentro do carro de forma segura e dentro da lei? Confira mais no post de hoje:

É muito comum ver os cães com a cabecinha para fora da janela do carro. Embora eles gostem desse ventinho no rosto, o hábito é bastante perigoso para o animal. Com intuito de proteger o bicho contra eventuais acidentes, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) instituiu infrações médias e graves, além da possibilidade de multas para os motoristas com pets.

Segundo o artigo 169 do CTB, peludo com a cabeça para fora pode resultar em uma multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira. Já quem dirige com o animal no colo ou do lado esquerdo pode receber a cobrança de R$ 85,13.

Regras de trânsito para o transporte de animais no carro | Click Guarulhos

Como passear de carro com o seu pet de forma segura?

» Mantenha ele protegido, sempre

Nunca ande de carro com seu pet sem nenhum tipo de proteção para ele, principalmente se estiver dirigindo sozinho. Use caixas, cadeiras apropriadas ou cinto de segurança.

Em lojas especiais para pets, existem esses equipamentos. Ah e quando tiver alguém no carro, o carona pode levá-lo no colo, sem problema algum.

O transporte correto do animal é importante não só para evitar multas, como também prevenir eventuais acidentes caso ocorra algum imprevisto, como freadas bruscas ou colisão.

» Riscos ao transportar o animal solto

• O motorista pode ficar preocupado com o pet, que está sozinho atrás, e tirar sua atenção do trânsito;

• Por algum motivo, o bcho pode atrapalhar o motorista e até mesmo provocar um acidente;

• Os peludos gostam de receber ar fresco na janela, porém o costume agora está sujeito à multa, além de ser perigoso para sua integridade física.

Regras de trânsito para o transporte de animais no carro | Click Guarulhos» Quais medidas de segurança devem ser usadas?

• Cães de pequeno porte podem usar um cinto peitoral, que é adaptado para ser preso junto ao cinto do carro.

• Cachorros grandes podem ser transportados na carroceria do carro, devidamente alojado dentro de uma caixa específica para seu porte. Jamais prenda o animal com cordas, pois isso pode provocar enforcamento;

• Para os gatos, a melhor opção é a tradicional caixa de transporte, assim eles se sentem mais seguros e protegidos e não correm risco de ferimentos.