Réplica do ‘trenzinho da Cantareira’ se deteriora na Praça Paschoal Thomeu

Ferrugem e pichações mostram o abandono da peça exposta - Foto: Marcos Alves Martins/VC Repórter/Click Guarulhos

Há meses diversos internautas enviam mensagens criticando o “abandono da Praça Paschoal Thomeu”, na entrada da cidade. Nesta segunda-feira, 22, o leitor Marcos Alves Martins encaminhou fotos e uma mensagem à Redação do Click Guarulhos apontando o péssimo estado de conservação da réplica de locomotiva do “trenzinho” da Estrada de Ferro Cantareira, exposta ao tempo e se deteriorando a cada dia, nessa mesma praça (antiga IV Centenário, no Centro). A ferrugem é visível, assim como as pichações em toda a peça. A Prefeitura afirma que a locomotiva não pertence ao Patrimônio Histórico e que não tem recursos para restaurá-la. Diante disso, desde 2017, vem buscando parceiros para viabilizar a conservação e preservação do bem, que foi doado pela família Marchetti nos anos 1990.

Encaminhamos a queixa à Prefeitura de Guarulhos, que em atenção à demanda respondeu que “a Secretaria de Cultura informa que a locomotiva não pertence aos bens tombados do município de Guarulhos, conforme decreto 21.143, de 26 de dezembro de 2000. A locomotiva situada na Praça Prefeito Paschoal Thomeu foi doada à Prefeitura de Guarulhos pela família Marchetti, nos anos 1990.”

Segundo a Prefeitura, “diante do abandono das administrações anteriores, o atual governo vem empenhando esforços para atrair parcerias para sua conservação e preservação. Assim, desde 2017, vem estabelecendo contato com empresas que possam ter interesse em investir no reparo da locomotiva, já que, por conta da dívida herdada do governo passado, equivalente a duas vezes o orçamento anual da cidade (R$ 7 bilhões), a Prefeitura não dispõe de recursos para a restauração desse importante patrimônio público.” 

Ainda segundo a Prefeitura, “contudo, a fim de promover a ocupação do espaço da Praça Prefeito Paschoal Thomeu, a Secretaria de Cultura vem promovendo, entre outras ações, eventos artísticos na Casa Amarela, um dos pontos turísticos da Praça. A mais recente é a exposição ‘O Fazedor de Imagens’, com acervo e história do poeta folclorista e cantador Bosco Maciel, em exibição na Casa Amarela até o dia 31 de agosto.