Samu, Bombeiros e polícias passam a atuar de forma integrada para otimizar atendimento a ocorrências

Foto:Márcio Lino/PMG

O Samu 192 Guarulhos é o mais novo serviço a atuar no Centro de Inteligência Integrada de Guarulhos (CIIG), passando, desta forma, a trabalhar em conjunto com a Guarda Civil Municipal (GCM), com as polícias Rodoviária Federal e Militar e com Corpo de Bombeiros, no acompanhamento em tempo real dos acidentes ocorridos na cidade, através do monitoramento por câmeras. A medida vai evitar a duplicidade de atendimento às vítimas e melhorar a assistência de urgência no município.

Segundo a coordenadora geral do Samu Guarulhos, Andressa Lima José, somente neste ano 212 vezes sua equipe chegou ao local da ocorrência e a vítima já havia sido removida por outros serviços como Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar ou a GCM. “Nosso intuito é unificar as instituições, integrar os serviços e otimizar os recursos, o que vai refletir na melhoria do atendimento às ocorrências na cidade”, explicou.

Como vai funcionar?

Neste primeiro momento, o serviço integrado funcionará das 7h às 19h. Munido de um rádio comunicador, o profissional do Samu que ficará durante esse período acompanhando tudo o que acontece nas ruas da cidade, no Centro de Inteligência Integrada, passará informações em tempo real para a equipe da base central do serviço 192 (Itapegica), unidade que recebe todos os chamados telefônicos e que também comunicará o CIIG sempre que disparar ambulância para atender uma ocorrência.

Dessa forma, ainda que as centrais telefônicas 192 (Samu), 193 (Bombeiros) e 190 (Polícia Militar) sejam acionadas ao mesmo tempo pela população para o atendimento da mesma ocorrência, a integração dos serviços evitará que todos eles se desloquem desnecessariamente até o local. Além disso, o trabalho conjunto permitirá uma assistência mais qualificada, com o envio do recurso mais indicado para cada caso.

CIIG

Localizado na rua Dora nº 18 (Vila Barros), o CIIG monitora as principais regiões da cidade através de câmeras instaladas nos cruzamentos. A escolha dos locais levou em consideração o maior fluxo de veículos e pedestres, maior potencial de acidentes de trânsito e roubos, pontos de alagamentos e vias de entrada e saída do município.  O monitoramento do trânsito é feito por meio de câmeras que possibilitam a maior fluidez do tráfego com o atendimento mais rápido das ocorrências, acionamento das equipes de atendimento pré-hospitalar e resgate.