Sebrae prega uma coisa, mas pratica outra

O Sebrae lançou a campanha “Compre do pequeno negócio”.

Nada mais coerente. Afinal, a instituição foi criada para defender o micro e o pequeno empresário.

Porém, a exemplo do que sempre fez, onde o Sebrae anuncia sua campanha?

Apenas nos grandes veículos de comunicação: principais redes de TV, jornais diários das capitais, revistas semanais de circulação nacional.

Incoerente com os princípios que nortearam sua criação, o Sebrae jamais sequer pediu cotação para anunciar no jornal que eu dirigi por 28 anos em Guarulhos. E, nos últimos seis anos, também nunca consultou quanto custaria um anúncio nas revistas que editamos na cidade.

Indagado a respeito, o gerente regional do Sebrae-SP em Guarulhos afirma que a decisão não é da alçada dele e que ele nada pode fazer. Repassou para o responsável por uma empresa de assessoria de imprensa que presta serviço ao Sebrae, mas o jornalista dono da empresa diz que também não é com ele.

Portanto, a cartilha do Sebrae é assim: defende que as pessoas comprem do pequeno negócio. Mas o Sebrae só compra de quem é grande.