Semana Santa tem menor número de acidentes graves e mortos dos últimos 12 anos

O feriado de semana santa teve o menor número de acidentes graves e mortos dos últimos 12 anos - Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou na noite desta segunda-feira, 22, a Operação Semana Santa 2019 com redução significativa no número de acidentes, acidentes graves e pessoas mortas nas rodovias federais.

Durante os quatro dias de operação o órgão registrou 759 acidentes, que resultaram em 962 feridos e 50 mortos. Segundo a PRF, as ações de fiscalização focaram nas condutas associadas com o maior número de acidentes, como ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, alcoolemia ao volante e falta de equipamentos de segurança.

Ao todo 105.245 pessoas e 109.324 veículos foram fiscalizados pela PRF no período. As fiscalizações resultaram em 35.077 autuações. Ultrapassagem irregular e excesso de velocidade foram, assim como nos últimos feriados, as condutas mais registradas pela PRF. Foram 4.665 ultrapassagens indevidas e 75.800 imagens capturadas pelos radares fotográficos por excesso de velocidade. Também foram autuados 980 condutores por alcoolemia, 26% a mais que em 2018. O número de crianças sendo transportadas em desacordo com a legislação também subiu 9%, 512 flagrantes deste ano contra 470 no ano anterior.

Redução de acidentes

Mesmo com as ações educativas e fiscalizações em pontos estratégicos, o órgão contabilizou 759 acidentes, uma redução de 11% em comparação a mesma operação de 2018, quando foram registrados 854 acidentes. A queda no número de acidentes, em especial os acidentes graves, refletiu positivamente na redução do total de mortos. Neste ano os acidentes foram responsáveis por 50 mortes no trânsito – redução de 28% em relação ao mesmo feriado do ano passado, quando foram registrados 70 óbitos. Também foram registradas 962 pessoas feridas contra 905 em 2018. O número de mortos e de acidentes graves foram os menores em 12 anos, conforme série histórica: