Será o fim da novela EMTU-STT?

Nos últimos dias, uma novela nada mexicana incomodou os guarulhenses: O corredor de ônibus estava sendo impedido de funcionar, mesmo após inauguração com o governador Geraldo Alckimin. A EMTU dizia que a obra estava pronta; a Prefeitura, não. E nisso, os guarulhenses ‘pagavam o pato’.

A obra que custou R$100 milhões e estava prevista para 2013, era para ter começado a funcionar no dia 5 de setembro. A prefeitura não permitiu, apontando diversos defeitos que colocavam em risco a segurança dos passageiros, dentre eles: semáforos desligados, falta de energia, pavimentação comprometida, a feira livre que acontece na região e até mesmo ônibus sem as portas de entrada e saída do lado esquerdo (é, parece que o povo teria de passar pela avenida).

Na reunião do dia 11, sexta-feira, STT e EMTU entraram em um acordo; dia 19 (sábado) tudo já estará funcionando – 24 linhas intermunicipais com 130 ônibus vão ficar à disposição dos 60 mil passageiros que devem utilizar o transporte coletivo.

Já a feira que ocorre nas mediações do Vila Galvão é uma questão que ninguém resolveu. Será que os ônibus vão precisar dar ré?

Neste sábado, 19, tudo estará, então, funcionando? Ou ainda há o risco de o corredor ser mais uma vez impedido de funcionar? Vamos esperar…