Sindicato atribui-se vitória para quitação de atrasados a educadores

Ao se despedir do cargo de secretário de Educação, o vice-prefeito Alexandre Zeitune informou que no dia 6 de outubro estaria sendo paga a histórica dívida que a Prefeitura tem com os professores.

Há pouco, entretanto, o Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública divulgou nota na qual diz que o acordo para a quitação dessas pendências foi obtida em acordo da firmado pela entidade nesta quarta-feira com o prefeito Guti. Reproduzimos: “O acordo, que definiu as condições do pagamento, foi firmado hoje (4), após reunião entre o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal local (Stap), Pedro Zanotti Filho, e o prefeito Guti (PSB).”

Segundo a nota, a Prefeitura de Guarulhos (SP) pagará dia 11, quarta, o montante integral da dívida com os sete mil educadores da rede municipal. “O valor, que deve superar R$ 30 milhões, se refere à extensão de jornada (exercício de 2016), gratificação de mérito, última parcela da equiparação entre PEI (Professor de Educação Infantil) e PEB (Professor de Educação Básica) e evolução na carreira”, cita o comunicado.

Pedro Zanotti destaca que os benefícios (gratificação, equiparação etc.) foram obtidos após diversas lutas dos educadores e do Sindicato. “Fizemos manifestações, passeatas e greves, até garantir esses direitos. É um ganho real dos educadores, que terão a renda aumentada. O Stap persistiu na cobrança”, enfatiza.

Na terça (3), o Sindicato protocolou ofício no Paço Municipal e cobrou os débitos, mais uma vez. O prefeito Guti garantiu: “Dia 11 vamos conseguir fazer todos os pagamentos que são incontroversos. É uma vitória do servidor e do Sindicato que sabe dialogar”.

O comunicado conclui informando que nesta quinta (5), haverá reunião do Stap com gestores da Prefeitura, a fim de ajustar as diferenças e apurar os valores efetivos.