Tarifa municipal de ônibus sobe para R$ 4,45 a partir deste sábado

Ônibus da linha 275 - Foto: Márcio Lino/PMG

A Prefeitura informa que a partir deste sábado, 2, as tarifas dos ônibus municipais de Guarulhos passam a custar R$ 4,45 para quem utiliza o Bilhete Único, cartão que permite a utilização de até quatro ônibus diferentes no período de duas horas. O aumento das tarifas foi de 3,48%, o que representa uma variação inferior à inflação dos últimos 12 meses.

Os usuários que pagam a tarifa com dinheiro (10% dos passageiros) não terão reajuste,  permanecendo em R$ 4,70. Já o valor para o vale-transporte, pago pelas empresas e descontado 6% dos trabalhadores, vai para R$ 4,94, seguindo a variação dos custos dos transportes.

Segundo a Prefeitura, a cidade de Guarulhos terá uma das tarifas mais baixas do Estado. Em São Bernardo do Campo a tarifa passou para R$ 4,75, o mesmo valor de Santo André, que cobra R$ 4,95 para quem utiliza o vale-transporte, e Sorocaba, onde é R$ 4,90. Em Diadema, subiu para R$ 4,65, enquanto em Osasco foi para R$ 4,50. Na Capital, as tarifas tiveram aumento de 7% no dia 7 de janeiro, o mesmo índice de reajuste anunciado pelo Governo do Estado para os bilhetes do Metrô e dos trens da CPTM, que entraram em vigor dia 13.  As linhas da EMTU tiveram variação de 6,45%.

O prefeito Guti explica que apenas fez o repasse da inflação, já que as planilhas de custos apresentadas pelas empresas indicavam uma tarifa superior a R$ 5,50. “Jamais permitiríamos que esse valor recaísse no bolso dos trabalhadores. Este valor se deve em boa parte aos custos do Bilhete Único e às gratuidades oferecidas no transporte público”, afirmou.

Com os valores menores cobrados dos passageiros, a Prefeitura prevê o pagamento de R$ 46 milhões em subsídios (diferença entre o valor cobrado do passageiro e o custo para manter o sistema equilibrado) às concessionárias e aos permissionários. Em 2018, a administração dispendeu R$ 35.014.030,00 em subsídios.

*Com informações da Assessoria de Comunicação