Tiririca fica irritado com tanta palhaçada e resolve abandonar a política

Concluindo o terceiro ano de seu segundo mandato, o deputado mais votado da história da República, Tiririca (PR), usou pela primeira vez a tribuna do Congresso para anunciar que irá abandonar a vida pública, “por estar envergonhado”.

Segundo o site G1, ele desabafou, dizendo que sofreu preconceito por ter origem humilde: “Sofri preconceito. Ontem mesmo, ao chegar, um colega, colega, não… A gente discutiu, pensei até que ele ia me agredir. Depois, fui levantar a ficha dele e o cara é mais sujo do que pau de galinheiro, tem mais de cinco processos por desvio de dinheiro público e aí vem falar o que, por eu ser um cara humilde, um cara do povo?”, questionou.

Dizendo que anda pelos aeroportos de cabeça erguida, enquanto muitos parlamentares andam escondendo o rosto, afirmou que eles são muito bem pagos, têm mordomia e deveriam corresponder ao que recebem. Titirica é um dos deputados mais assíduos às sessões.

Não ficou claro se concluirá o mandato ou renunciará. O mais provável, porém, é que exerça o cargo até concluir os quatro anos, mas definiu que não disputará novas eleiçõesm porque sente vergonha do que ali nesses sete anos.