TV Record usa suposta delação de Palocci para atacar a rival Globo

Reportagem do programa “Domingo Espetacular”, levado ao ar nesta noite, cogita que o ex-ministro Antonio Palocci teria muito a revelar em uma delação premiada, no âmbito da Operação Lava-Jato, mas que ainda não o fez porque as Organizações Globo estariam exercendo pressão para a delação dele não seja aceita pela Procuradoria-Geral da República.

Segundo a reportagem, de Henrique Berangê, a Globo teria sido beneficiada em um programa de regularização de débitos que anistiou a multa de 100% sobre imposto apurado em uma investigação em torno de fraude tributária quando da compra de direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. O prejuízo aos cofres públicos chegaria a R$ 1 bilhão.

Em um primeiro depoimento, Palocci referiu-se a grandes grupos de comunicação que estiveram à beira da falência, que teria sido evitada por gestão dele perante o BNDES. Mas na ocasião ele não deu detalhes de como isso teria ocorrido, nem qual rede teria sido beneficiada.

Segue o link da transmissão da TV Record.

http://noticias.r7.com/domingo-espetacular/videos/-exclusivo-delacao-de-antonio-palocci-poe-tv-globo-na-mira-da-lava-jato-16072017

 

ANTECEDENTES

Durante o governo Dilma, o “Domingo Espetacular” e particularmente o apresentador Paulo Henrique Amorim sempre defendeu a petista e atacou a Globo. Quando Temer assumiu a Presidência, foi revelado que o blog de Amorim, “Conversa Afiada”, recebeu do governo federal R$ 2,6 milhões.

Agora, porém, quando os veículos de comunicação das Organizações Globo, a começar pelo jornal “O Globo” abriram fogo contra a permanência de Temer no governo, a arquirrival Record dá ênfase a uma reportagem que, de certa forma, busca beneficiar o atual presidente, que tem sido alvo do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o qual é indiretamente acusado de evitar a delação de Palocci, potencialmente explosiva.

 

Valdir Carleto