Vista panorâmica

Fotos: Divulgação

Você já pensou em voar em um avião no qual dê para ver tudo – repito: tudo – o que estiver fora, como se não houvesse fuselagem ao redor? Você iria curtir ou fi car com frio na espinha? Ou acharia a experiência, digamos, horripilante? Pois bem, se depender da empresa inglesa Centre for Process Innovation (CPI), isso poderá acontecer em breve. A turma da CPI está desenvolvendo tecnologia para a produção de aviões sem janelas. Antes de você perguntar “como assim?!”, aí vai a sacada da empresa: telas superfi nas serão integradas à fuselagem e, desse modo, possibilitarão ao viajante ver tudo o que está ao redor – sem trocadilhos, é como andar nas nuvens e parecer tocá- -las. Ah, as imagens são captadas pelas câmeras instaladas na parte externa do avião. No entanto, se você quiser tirar um cochilo durante a viagem, basta reduzir a intensidade da tela e bom descanso. Outro fator interessante diz respeito ao consumo de combustível: como há menos camadas de fuselagem, o peso do avião é menor. Por isso, o gasto de combustível também é reduzido. No entanto, vale um aviso: aperte os cintos e segure a expectativa, pois a previsão do CPI é para a tecnologia estar disponível daqui a uns dez anos. Até lá, dá para voar em um avião como esse. Mas em sonho.