Você sonha em ‘demitir’ o seu chefe e virar patrão?

 

Atire o primeiro crachá quem nunca imaginou em dizer adeus ao chefe, largar tudo e ir vender água de coco na praia? Mas antes, não perdendo a oportunidade de dizer algumas “verdades” sobre a empresa e o modo de agir do chefe. Afinal, ninguém é de ferro não é mesmo?

A maioria de nós já pensou isto, ou está pensando isto neste exato momento. Muitos ficam só no pensamento e outros criam coragem e tentam ser empreendedores.

Antes que você dê um grito, suba na mesa e faça a sua declaração de auto independência vamos fazer algumas reflexões:

  • Você quer ser empreendedor ou está insatisfeito com seu chefe/serviço?
  • Sabe que responsabilidades um empresário tem ou realmente acredita que, ao menos nos primeiros anos, você vai trabalhar menos do que hoje?
  • Reservou uma renda suficiente para atravessar o período de transição?
  • Estudou, de verdade o mercado que você quer atuar? Fez curso? Procurou orientação no Sebrae?
  • Fez planejamento? Plano de negócios? Tem plano A,B, C e D?
  • Possui perfil empreendedor ou será mais um da família que tentou “abrir um negócio, mas que não deu sorte”?

Calma, este artigo não foi escrito para que você ficasse triste e se afogasse num gole de café morno pensando que nunca vai ganhar mais ou fazer algo realmente gratificante. A proposta aqui é que você abra o seu foco de visão:

  • Avalie se sua insatisfação é em relação à sua carreira ou se está decepcionado com seu emprego, empresa e chefia?
  • É possível ganhar o que você pretende/merece sem precisar empreender?
  • Se você sente que empreender é o que te fará realmente feliz então por onde você tem que começar o seu planejamento?

Pense nisto e seja feliz. Afinal a vida é curta para desperdiçar.

Sucesso!

Luciano Leite
Psicólogo, professor universitário e palestrante.
luciano.leite@bol.com.br