Mãe questiona qualidade da água do chafariz; Prefeitura afirma: tratamento é diário

A internauta Izabela Pelegrine fez um post de alerta no Facebook, nesta segunda-feira, 14, compartilhado e comentado por milhares de pessoas, levantando a hipótese de que a água do chafariz do Bosque Maia, bastante utilizada por crianças nestas férias de Verão, poderia conter algum tipo de contaminação, pois sua filha e uma sobrinha apresentaram sintomas de vômito e diarreia após brincarem no local.

Procurada, a Prefeitura emitiu uma nota indicando que a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) “informa que a água da fonte interativa do Bosque Maia é proveniente da rede convencional de abastecimento e do reaproveitamento da água da chuva, e que é tratada diariamente com cloro e corretor de PH, cujos testes são realizados de duas e três vezes por dia (procedimentos semelhantes aos realizados em piscinas), além de possuir filtros para retenção de partículas”.

Ainda segundo a nota, “todas as segundas e sextas-feiras o reservatório de água é esvaziado e higienizado”. Porém, A Sema salienta que, “mesmo com os tratamentos, a água da fonte não é potável”, alerta.

Segue a íntegra do texto postado pela internauta:

“Amigos, venho informar para vocês não deixarem seus filhos tomarem banho naquele chafariz do Bosque Maia. Quando chegamos (ao local) não sentimos cheiro de xixi e nem vimos a cor da água ‘estranha’. Jamais deixaríamos as meninas tomarem banho se tivéssemos certeza da existência de tal contaminação. O médico nos disse assim: ‘crianças de rua tomam banho ali e essas crianças têm várias bactérias pelo corpo’; em nenhum momento ele foi preconceituoso. As crianças que estão ali fazem xixi (não sentimos cheiro nenhum, a não ser na hora que estávamos indo embora e já era quase 22h). Lembrando que elas não ficaram nem uma hora (no chafariz). Como a água é reutilizada, a mesma volta e quando o jato cai nas crianças, as mesmas ingerem, causando a contaminação. Levamos as meninas há dois dias (ao médico) e elas estão com vômitos, diarreia, dores no corpo; minha filha está mal, porém a Maria, minha afilhada, está pior. A Rafaela, em dois dias, voltou com ela para o hospital cinco vezes. E agora está lá de novo, dessa vez ela está toda inchada, estamos desesperadas e com muito medo. Não adianta vir julgar, pois ali foi feito para tomar banho sim, saiu até uma reportagem no SPTV (SP1, da Rede Globo) falando da programação de férias. O médico que nos atendeu disse que de ’20 crianças atendidas, 18 disseram que estavam no Bosque Maia’, enfim, orem por nós”, escreveu ela.

O Click Guarulhos esteve no Bosque Maia na tarde desta terça-feira, 15, e verificou que alguns adolescentes e muitas crianças continuam se refrescando no chafariz.
Fotos: Alexandre de Paulo/Click Guarulhos

Regras de utilização da fonte interativa do Bosque Maia:

Não é permitido o uso de trajes de banho para maiores de 10 anos.

Não é permitida a entrada e permanência de animais de estimação.

Não é permitida a entrada com skate e bicicleta.

Não é permitido empinar com pipas nesta área.