Nesta quinta, tem início a campanha contra o sarampo

Ana Cristina Kantzos, secretária de Saúde de Guarulhos - Foto: Márcio Lino/PMG

A secretária de Saúde de Guarulhos, Ana Cristina Kantzos, concedeu uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (10) no auditório do Paço Municipal, para anunciar que o governo do Estado estenderá a Campanha de Vacinação contra o sarampo em Guarulhos a partir desta quinta-feira (11), com o envio de 164 mil doses da vacina ao município.

A campanha é destinada aos jovens de 15 a 29 anos, faixa etária considerada a mais vulnerável para a doença.

“Precisamos da ajuda da mídia para informar que as doses estarão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) a partir desta quinta-feira. Queremos imunizar indiscriminadamente todas as pessoas nessa faixa etária antes da volta às aulas e, para tanto, também vamos organizar uma força-tarefa para vacinar essa população em locais de grande circulação de público, como nos shoppings, em cinemas, no Sesc, no aeroporto, em terminais rodoviários e nos parques”, disse a secretária.

Com 11 casos de sarampo confirmados até o momento, Guarulhos será o único município da região do Alto Tietê a receber a campanha. O prefeito Guti foi pessoalmente solicitar mais doses da vacina ao governador João Doria.

Onde foram os casos confirmados

Os casos confirmados na cidade são de pessoas residentes nos seguintes bairros: Jardim Brasil, Pimentas, Jardim Arujá, Jardim Angélica, Jardim das Nações, Vila Galvão, Vila Rosália, Vila Augusta, Vila Lanzara (região Centro/Paraventi) e Jardim Dourado (região Gopoúva).

Durante a coletiva, a secretária também traçou um panorama da situação do sarampo no estado de São Paulo e explicou como tem sido o trabalho de bloqueio e varredura para evitar que o vírus se torne circulante na cidade, com a vacinação de todos os moradores que estão com a dose em atraso em um raio de oito quarteirões de onde houve a confirmação do caso.

O que é o sarampo

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, provocada por um vírus. A transmissão ocorre de maneira semelhante à gripe, ou seja, de pessoa para pessoa, através da tosse e secreções. Os sintomas mais comuns são: irritação nos olhos, corrimento no nariz, manchas brancas na parte interna da bochecha, mal-estar, tosse persistente e manchas vermelhas na pele. Podem ocorrer também febre e convulsões, infecção nos ouvidos, conjuntivite, pneumonia, perda de apetite e diarreia. Em casos graves, provoca lesões cerebrais e infecções no encéfalo.

Prevenção e tratamento

Não há tratamento específico para o sarampo e a prevenção mais eficaz é por meio da vacina, que é disponibilizada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs). O esquema vacinal prevê a primeira dose da SCR, que previne contra sarampo, rubéola e caxumba, quando a criança tem um ano de idade. A segunda, chamada de reforço, é dada aos 15 meses, com a tetraviral, que, além das três doenças anteriores, protege contra a varicela.

Crianças maiores de sete anos e indivíduos com até 29 anos devem ter duas doses de SCR. Adultos acima de 30 anos e os nascidos a partir de 1960 devem ter pelo menos uma dose da SCR.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Guarulhos